VidMonsters
Por VidMonsters

5 maneiras de inserir Call to Action em vídeos e aumentar a conversão dos seus conteúdos

VidMonsters
Por VidMonsters

Quer aumentar a taxa de conversão dos seus vídeos e atrair mais clientes? Aprenda a inserir um Vídeo Marketing em vídeos e converta visitantes em leads e leads em vendas com facilidade!

Que o Vídeo Marketing é uma estratégia com muitos benefícios para as empresas, todo mundo já sabe. Mas o que poucos ainda entendem é o poder do audiovisual em aumentar a conversão.

E um dos melhores jeitos de fazer isso é investindo no uso de um CTA, ou Call to Action. Essas chamadas de ação convidam o público a realizar alguma ação. Pode ser se inscrever em uma newsletter, acessar uma landing page, baixar um material rico ou até fazer um teste gratuito de algum serviço.

Quer aprender a usar Call to Action em vídeos e converter mais na sua empresa? Então continue lendo este artigo e confira os principais tipos e como usá-los em sua estratégia.

Por que é importante inserir Call to Action em vídeos

É muito comum que as pessoas associem o uso de um CTA apenas em conteúdos em texto ou que estão disponíveis para download. Afinal, nesse tipo de conteúdo o usuário já espera encontrar uma chamada para ação.

Entretanto, os CTAs não são exclusividade desse formato de conteúdo, sendo possível (e muito recomendado) inserir Call to Action em vídeos.

O CTA é como um “fio condutor” que liga os clientes aos produtos ou serviços da marca. Além disso, ajudam a fortalecer o relacionamento da marca com o público.

Isto porque tal ferramenta permite aumentar o engajamento da audiência. E, muitas vezes, é a porta de entrada do cliente para outros canais de divulgação da empresa.

E não há formato de conteúdo que se adapte melhor a inserção de um CTA do que o vídeo. O Call to Action em vídeos pode se tornar um momento especia. Por meio dele, a empresa cria uma ligação com o público, ao mesmo tempo que o convida a interagir mais.

Por isso, o call to action em vídeos é tão importante. Pois, associa o engajamento natural do vídeo com uma chamada para que o consumidor se envolva ainda mais com a marca.

4 tipos de Call to Action em vídeos que você pode usar

Agora que conheceu a importância do uso de Call to Action em vídeos, vamos conhecer alguns tipos de CTA, que você poderá usar nos conteúdos que produzir.

Os exemplos abaixo são de CTAs “falados”. Ou seja, a chamada para a ação é literalmente falada pelo apresentado do vídeo, convidando o espectador para continuar a interagindo com a empresa.

1. CTAs de engajamento

Este é o tipo de Call to Action em vídeos mais comum. Nele, o apresentador convida o espectador a curtir o vídeo, seguir o canal, ou mesmo compartilhar o vídeo com os amigos. Essa é a forma mais direta de encorajar o espectador a continuar interagindo com as ações da empresa em outros canais.

Também é possível convidar os espectadores a participarem de outras ações que a empresa realiza, como enquetes, quizes etc.

2. CTAs de direcionamento

Tudo o que a empresa quer em uma estratégia de Marketing Digital com vídeos, é que o espectador continue a consumir seu conteúdo. Assim, ele pode se manter um membro ativo do funil de vendas.

Por isso, um bom exemplo de Call to Action em vídeos são aqueles que encorajam os espectadores a consumirem outros conteúdos da marca.

Podem ser vídeos relacionados, landing pages, que permitem baixar conteúdos que aprofundam ainda mais o assunto abordado no vídeo. Ou mesmo algum artigo complementar no blog da empresa.

Tudo isso com o objetivo de manter o espectador conectado à empresa, como um consumidor fiel dos conteúdos que ela produzir.

3. CTAs de conversão

Dentro de uma jornada no funil de venda de uma empresa, o vídeo poderá ser o estágio pelo qual um lead passa e consome, para ser convertido e transmitido até um estágio mais avançado.

E este vídeo, portanto, deverá incentivar o espectador a tomar mais uma ação. Assim ele consegue caminhar para um novo estágio da jornada de compra. Ou mesmo prosseguir com a compra em si.

Este Call to Action, portanto, poderá vir na forma de uma promoção, como um cupom de desconto ao fim do vídeo, premiando aqueles que assistiram todo o conteúdo e que estarão prontos para a compra.

4. CTAs de assinatura

Outro formato de Call to Action em vídeos são aqueles que convidam o espectador a assinar algum serviço que a empresa oferece.

Mas não estamos falando de assinaturas de serviços que são necessariamente pagos. Pode ser um convite para que o usuário assine uma newsletter ou qualquer conteúdo que a empresa oferece apenas para inscritos.

O objetivo é fazer com o que espectador continue conectado à empresa e, além disso, que ele abasteça a lista de contatos.

Gatilhos de conversão dentro do vídeo

Além dos CTA “falados”, existem ferramentas que possibilitam a inserção de Call to Action em vídeos diretamente no player do conteúdo. Ou seja, enquanto o vídeo é reproduzido, seja ele gravado ou mesmo ao vivo, é possível inserir gatilhos de conversão.

Estes gatilhos de conversão podem ser adicionados em qualquer momento do vídeo e fixados ou não na tela. Tudo vai depender da sua estratégia de conversão e como você pretende relacionar o Call to Action com a interação com o seu público.

A seguir, listamos alguns tipos de gatilhos que servem como ótimos Call to Action em vídeos. Confira:

Tipos de gatilhos de conversão

Vídeo marketing

1. Botões de redirecionamento

Um exemplo de Call to Action em vídeos, são aqueles tradicionais botões de “Clique Aqui” ou de algum outro tipo de oferta. Eles redirecionam o usuário para outra página, na qual ele poderá conferir uma oferta ou promoção exclusiva.

Procure relacionar o aparecimento destes botões ao andamento do conteúdo. Assim, esse gatilho será exibido no momento exato em que o apresentador der o comando. Com isso, aumentam as chances de conversão.

2. Captura de e-mails

Outra opção de gatilho de conversão é a inserção de uma barra. Nela, os espectadores poderão deixar os seus emails para receberem algum conteúdo ou promoção exclusivos.

Este Call to Action é muito bom, especialmente para quem quer manter o relacionamento com a audiência. Além de permitir que a empresa abasteça a sua base de leads.

3. Formulários de captura de dados

Outra forma de manter o relacionamento pós-vídeo é inserir os espectadores na base de leads da empresa. Para isso, os espectadores precisam ceder dados pessoais para você, como nome, email, cargo e empresa.

Porém, eles não farão isso espontaneamente, sem algum tipo de incentivo. Por isso, adicione um formulário onde os espectadores possam inserir seus dados em troca de continuarem a receber os seus conteúdo.

E durante o vídeo, não se esqueça de citar esse formulário no momento planejado para exibi-lo. Assim, as pessoas saberão que, ao o preencherem, poderão continuar a consumir o conteúdo que você tem a oferecer.

4. Meios de pagamento

Para conteúdos em vídeo que façam parte do fundo do funil de vendas, a inserção de gatilho de conversão poderá resultar em resultados ótimos. E um exemplo de Call to Action em vídeos, ocorre quando há a inserção direta dos meios de pagamentos, durante a execução do conteúdo.

Quando os espectadores já são leads qualificados, uma boa forma de incentivá-los para a fechar negócio é permitir que eles possam comprar o produto sem sair do vídeo.

Para isso, coloque formulários que permitam a eles inserirem dados de pagamento, como cartão de crédito ou boleto bancário. Tudo isso na própria tela do vídeo.

Dessa maneira, é possível aproveitar o entusiasmo gerado pelo conteúdo para deixar o processo de decisão de compra ainda mais fácil.

5. Cronômetro de escassez

O nosso último gatilho não é um botão propriamente dito. O cronômetro de escassez serve para gerar senso de urgência no consumidor. Ele passa a pensar que precisa decidir pela compra rapidamente.

Este tipo de CTA funciona muito bem para transmissões ao vivo ou em webinars, nos quais algum produto ou serviço da empresa é ofertado.

Trata-se de um cronômetro com o tempo restante de oferta ou quantas vagas restam para um curso, por exemplo. Tudo com o objetivo fazer o espectador pensar que, se não aproveitar a oferta agora, poderá ser tarde demais.

A inserção de gatilhos embutidos no próprio player deixa a chamada para ação mais direta. Além disso, o consumidor passa a responder a essas chamadas com mais espontaneidade.

Você deve estar se perguntando qual ferramenta poderá utilizar para inserir Call to Action em vídeo nos conteúdos da sua marca.

Por isso, fica o nosso convite especial,para que você conheça os serviços da VidMonsters hoje mesmo. Oferecemos todos os gatilhos citados acima e muito mais! Conheça mais detalhes em nosso site e comece a converter mais espectadores em clientes, para a sua empresa.