VidMonsters
Por VidMonsters

O que são canais de venda e como escolher o melhor para o seu negócio?

VidMonsters
Por VidMonsters

Vender é um desafio para qualquer negócio, independentemente do tamanho da empresa. E em um mercado cada vez mais competitivo, o qual os produtos e serviços são cada vez mais parecidos, o desafio é ainda maior. Por isso, é importante que as empresas saibam identificar os melhores canais de venda para sua empresa.

Uma escolha errada pode trazer grandes prejuízos para sua empresa. Ao passo que, a escolha certa fará toda a diferença no faturamento da companhia.

Mas para saber qual o melhor canal de venda para sua empresa, é preciso entender as particularidade de cada e realizar um estudo sobre seu público-alvo.

Se você tem dúvidas sobre qual canal de venda escolher para seu negócio, continue a leitura deste post. Nele, vamos falar sobre as diversas opções disponíveis no mercado e suas características.

Mas primeiro, vamos entender o conceito de canal de venda.

O que é um canal de venda?

Um canal de venda é um meio usado para as empresas chegaram em seus consumidores e comercializarem seus produtos e serviços. Esses meios podem ser um local, uma plataforma digital ou uma mídia, que permita que os consumidores tenham acesso ao que é ofertado pelas companhias e realizem suas compras.

Quais são os tipos de canais de venda?

Existem diversos canais de venda disponíveis, cada um deles com suas particularidades. A escolha do meio de comercializar os produtos e serviços é um divisor entre o crescimento do faturamento da empresa e o aumento dos custos. A seguir, vamos exemplificar os canais de venda existentes.

1. Canais de venda online

Os canais de venda online — como o próprio nome sugere — são aqueles que estão disponíveis na internet. Eles podem ser acessados de qualquer lugar, a qualquer hora do dia pelos consumidores.

Logo, essa é a principal vantagem desse tipo de canal de venda — estão abertos 24 horas por dia. Agora, vamos falar sobre cada um deles, separadamente.

a) Marketplaces e e-commerces

Esses dois modelos de canais de venda disponibilizam seus produtos por meio de uma loja virtual. A diferença entre eles é que, com e-commerce, a empresa tem o domínio próprio e faz as vendas diretamente de seu site. Dois exemplos clássicos de e-commerce são as Lojas Americanas e o Submarino.

O marketplace, por sua vez, permite que diversos anunciantes cadastrem e vendam seus produtos e serviços por meio da plataforma. Nesse caso, nem sempre é preciso que o anunciante tenha uma empresa. Até mesmo pessoas físicas podem fazer uso do marketplace para comercializar seus produtos e serviços.

Esse tipo de plataforma lucra uma porcentagem das vendas dos anunciantes. O Mercado Livre é um dos marketplaces brasileiros mais famosos. Outros exemplos desse segmemento são: Hotmart, AirBnB e Uber.

b) Redes sociais

Além de serem ótimas ferramentas de relacionamento com seu público-alvo, as redes sociais vem se mostrando muito eficientes para a geração de negócios. O Facebook e o Instagram são excelentes opções para quem deseja vender nas redes, pois as plataformas dispõe de ferramentas que facilitam o processo.

Além dos anúncios pagos, o Facebook já lançou seu próprio marketplace, possibilitando que as vendas sejam feitas por meio da plataforma. A ferramenta não funciona como uma loja virtual, onde o cliente já faz o pagamento pelo site, mas possibilita a divulgação de diversos produtos em um único anúncio.

Já o Instagram permite vender na plataforma por meio do Instagram Shopping, onde a empresa pode vincular o produto anunciado ao seu e-commerce. Dessa forma, o cliente já pode fechar a

c) Google Adwords e Google Shopping

O canal de publicidade do Google — o Adwords — é um excelente canal de venda online. Ele funciona de duas formas: rede de pesquisa e rede display. Na rede de pesquisa, o anúncio aparece logo acima dos resultados da busca orgânica.

Na rede display, os anúncios são veiculados em banners em blogs e sites parceiros do Google, como o YouTube.

Já o Google Shopping funciona como um marketplace, que mostra o usuários os produtos, quando é realizada uma busca.

d) Programa de afiliados

Nesse tipo de canal de venda, o proprietário de um site ou blog divulga produtos e serviços de terceiros em sua página. Essa estratégia também é válida para redes sociais. Os afiliados ganham comissão sobre as vendas realizadas por meio de suas divulgações.

2. Canais de venda offline

Os canais de venda offline são o modo mais antigo de comercializar produtos e serviços e já existem desde muito antes da expansão da internet. Mesmo na “Era Digital” eles ainda são muito eficientes para os negócios. A seguir, veremos os principais canais de venda off.

a) Loja física e/ou pontos de venda

Os PDV’s ou pontos de venda são os canais físicos mais comuns em qualquer tipo de negócio. Os pontos mais comuns dessa categoria são as lojas físicas. Elas funcionam tanto nas áreas centrais das cidades, quanto em bairros ou shoppings.

Para montar uma loja física é necessário muito investimento com manutenção e infraestrutura. Mas, quando o negócio é bem planejado, esse ponto de venda se torna bastante lucrativo.

b) Telemarketing

O telemarketing é outro canal de venda bastante comum e um dos mais antigos. Ele é baseado em ligações telefônicas e é adotado, principalmente, por empresas de serviços, como de telefonia, internet e instituições financeiras.

O objetivo das ligações pode ser tanto para fazer a venda por telefone ou para agendar a visita de um representante comercial.

c) Venda direta

Esse canal de venda foi bastante difundido no Brasil por empresas como Natura e Avon. Claro que hoje em dia, há diversas outras companhias que adotaram esse modelo para vender seus produtos. A venda direta consiste em um contato pessoal com a pessoa que comercializa os produtos ou serviços e o consumidor final.

Nesse modelo, não há vínculo empregatício com a empresa e o vendedor é remunerado, exclusivamente, por comissão sobre as vendas.

Qual o melhor canal de venda para meus produtos e serviços?

O primeiro passo para encontrar a resposta para essa pergunta é conhecer seu público-alvo. É preciso saber exatamente quem são os compradores. Assim, é possível saber onde eles estão e quais canais de venda serão melhores para alcançar esse público.

Outro ponto a ser observado é o tipo de produto a ser comercializado. Se a empresa vai vender um produto ou serviço digital, os canais online são as melhores para alcançar o público-alvo. Mas se o negócio será voltado para a venda de sapatos ou roupas, por exemplo, uma loja física é a melhor escolha.

Isso porque as pessoas gostam de experimentar esse tipo de produto antes de fechar a compra. Integrar a loja física às redes sociais ou até mesmo aliar um ponto físico a um e-commerce funcionam muito bem para esse tipo de negócio.

E, mesmo que o canal de venda de sua empresa seja 100% offline, as estratégias online devem ser utilizadas para atrair clientes para seu negócio. As redes sociais estão aí para isso e, atualmente, são umas das melhores estratégias de marketing digital para qualquer tipo de negócio.

Gostou do post de hoje? Foi suficiente para tirar todas as suas dúvidas sobre canais de vendas? Que tal aprender agora como gerar leads para seu negócio no YouTube? Criamos um artigo especialmente sobre o assunto. Corre lá no blog e confira agora mesmo!