Loading Posts...

Fazer collab pode ser uma ótima estratégia para gerar melhores resultados para as as ações de marketing digital da sua empresa. Mas, você sabia que essa forma de parceira também pode ser firmada entre empresas e produtores de conteúdo?

Vídeos colaborativos são uma necessidade do atual e dinâmico ambiente corporativo. As collabs são uma maneira de diferenciar e atualizar a sua organização perante ao competitivo mercado.

Quais são os benefícios de uma collab?

Existem diversos benefícios de uma collab entre empresa e influenciadores digitais. Porém, vale listar os três principais para que fique claro o quanto vale a pena investir em parceria. São eles:

  • Aumento do poder de alcance da sua empresa por meio da realização de campanhas e ações publicitárias conjuntas;
  • Otimização das tarefas e processos operacionais da sua organização por meio do compartilhamento das etapas de produção e gestão;
  • Crescimento do número de inscritos no canal da sua organização no Youtube devido à troca de experiência e público.

Como trabalhar com collab?

A collab entre marcas e produtores de conteúdo também precisa gerar vantagens a todos os envolvidos para que dê certo. Por isso, é importante conhecer quais são as possíveis maneiras de trabalhar de forma colaborativa.

Normalmente, a maioria das parcerias entre marcas e produtores de conteúdo é executada de três maneiras distintas e chamadas de:

  • Integrações escaláveis
  • Vídeos únicos
  • Abordagem multicanal

Cada uma dessas três formas apresenta suas particularidades em termos de benefícios, melhores práticas e resultados. Como ações de marketing não são receitas de bolo, vamos ponderar suas características.

1. Integrações escaláveis

Interações escaláveis são uma maneira de collab voltada para a produção de um ou mais vídeos com publieditorial simples. Nesse cenário, há uma integração entre produtos patrocinados a vídeos que seriam produzidos de qualquer jeito. E os envolvidos são os criadores de conteúdo recém-revelados. Ou seja, com público pequeno, mas com tendência de alto envolvimento.

Nas integrações escaláveis, as marcas podem trabalhar com muitos produtores de conteúdo, que, juntos, têm grande audiência. Com isso, você terá as vantagens de aproveitar o talento em ascensão em escala. Vale ressaltar que, nesse caso, você  também irá trabalhar os benefícios de grande alcance e muitos espectadores.

Em contrapartida, as parcerias em integrações escaláveis apresentam o grande risco de sua empresa ter que conceder aos produtores de conteúdo um controle criativo quase total. Além disso, nesse tipo de collab, os vídeos produzidos não podem parecer um anúncio de TV. Eles devem ter a cara do canal onde será veiculado. 

Os materiais audiovisuais feitos em parcerias de integrações escaláveis costumam ser veiculados  no canal do criador de conteúdo. Por isso, o plano promocional deve ser também da responsabilidade do produtor. Dessa forma, o indicado é que o pagamento seja efetuado após o vídeo ser publicado.

Quando usar?

Collab por meio de integrações escaláveis funciona muito bem para a estratégia de aumentar a conscientização em torno do lançamento de um produto da sua empresa. Sendo assim, use essa forma de parceria quando achar vantajoso que um influenciador digital comente ou recomende seu produto e/ou serviço.

2. Vídeos únicos

Normalmente, na collab de vídeos únicos apenas um criador do conteúdo está envolvido. Ele deve ser cuidadosamente escolhido, uma vez que precisa ser altamente competente e apresentar taxas e custos detalhados disponíveis. Além disso, para que dê certo, é necessário que o criador de conteúdo tenha afinidade real com a temática do produto ou serviço que sua empresa visa promover.

Parceria por meio de vídeos únicos gera as vantagens de que o produtor de conteúdo pode notar ou destacar algum aspecto da sua marca que os profissionais de marketing da organização ainda não perceberam. Assim como, facilita a promoção da empresa, uma vez que, normalmente, os criadores de conteúdo costumam ser habilidosos e atuam com formatos definidos que podem perfeitamente incorporar à sua marca.

Mas, assim como a collab de integrações escaláveis, a parceria de vídeos únicos também apresenta alguns riscos. Um deles é o fato de você ter que encontrar o parceiro certo. Uma dica para você que é marinheiro de primeira viagem não errar nessa escolha é prestar bastante atenção na audiência que acompanha os parceiros que você tem em mente. O público deles também é o seu? Se sim, você já tem meio caminho andado para o sucesso.

Além disso, nessa forma de parceria, a tendência é que os criadores também necessitem de um certo nível de autonomia criativa, assim como restrições e estruturas para delimitação.

Os vídeos produzidos nesse estilo de collab também são veiculados no canal do produtor de conteúdo. Com isso, o plano promocional precisa dar apoio ao conteúdo com aquisição de mídia e promoção paga. Dessa forma, você conseguirá que a mensagem da marca por meio do canal do criador de conteúdo seja divulgada para um público cada vez maior.

Na collab de vídeos únicos, o pagamento pode ser feito à vista ou a prazo e os preços variam em função da popularidade do criador de conteúdo, assim como da necessidade de criatividade e dos valores de produção.

Quando usar?

É indicado para a estratégia de apresentar um produto, serviço ou ideia da sua empresa para novos públicos.Também é uma parceria eficiente para que sua organização atinja um público de nicho ou que se alinhe ao público do produtor de conteúdo escolhido.

3. Abordagem multicanal

Collab de abordagem multicanal é referente à produção de vários vídeos distribuídos entre diferentes canais por muitos criadores de conteúdo, sempre abrangendo variadas plataformas.

Nessa dinâmica, há o envolvimento dos produtores de conteúdo que transmitem mensagens alinhadas na própria voz e nas próprias condições. Assim como, também ocorre a participação de especialistas na área para auxiliarem nas execuções em grande escala.

Com essa forma de colaboração, não é necessário que o tom desejado para a marca esteja 100% alinhado com o do produtor de conteúdo. Porém, essa forma de collab também apresenta alguns riscos.

Essa parceria exige um gerenciamento de projeto dedicado seja necessário devido ao ser perfil de escopo e escala. Além disso, também exige uma eficaz comunicação e coordenação entre a sua empresa e os produtores de conteúdo e o estabelecimento certeiro de KPIs durante a fase de comercialização.

Os vídeos feitos por meio de collab de abordagem multicanal devem ser veiculados no canal do criador de conteúdo ou no canal da sua organização.

Sobre o plano promocional dessa forma de collab, o indicado que foque seus esforços em amplificar o alcance com uma forte estratégia de mídia social e mídia paga. Assim como, os produtores de conteúdo devem realizar uma promoção cruzada para aumentar o público e o envolvimento. E o pagamento pode ser à vista ou a prazo, pois o custo depende dos valores de produção e da popularidade dos criadores de conteúdo contratados.

Quando usar?

A collab de abordagem  multicanal serve para  aumentar a conscientização em torno do lançamento de um produto da sua empresa. Porém, também é eficaz quando usada em um lançamento gradual do conteúdo principal durante vários dias ou semanas ou quando você deseja incorporar diversas vozes e pontos de vista a uma campanha direcionada por um criador de conteúdo.

Elaboração de briefing

Agora é hora de criar o briefing. Para essa criação é interessante que o documento contenha:

  • Objetivo
  • Público-alvo
  • Cronograma
  • Resultados finais
  • Orçamento
  • Questões jurídicas necessárias

Como fazer a consideração de preços?

Nesse momento, é importante que saiba que também não há formula secreta. A consideração de preços em collab entre marcas e produtores de conteúdo é algo muito particular, pois cada marca e criador possuem uma própria realidade financeira. Porém, hoje, vamos lhe apresentar cinco tipos de custos relacionados à uma campanha colaborativa de vídeo que devem ser levadas em consideração. São elas:

1. Contratação de personalidades

Na contratação de personalidades, o custo varia se a parceria é estabelecida por  meio de contrato exclusivo, com ou sem compromisso de exclusividade ou por agenciamento de tempo determinado. Tudo depende se o vídeo será postado no canal do produtor de conteúdo ou no canal da sua empresa. Fique atento!

2. Produção

Ao calcular os custos de produção, você deve levar em consideração os valores elevados dessa etapa, como cenário, maquiagem, efeitos especiais, equipes de produção local e outros tantos fatores que envolve uma produção audiovisual.

3. Propriedade intelectual

O custo relacionado à propriedade intelectual precisa ser negociado diretamente com o produtor de conteúdo. O licenciamento da propriedade, do uso, da reutilização e da pós-promoção do conteúdo precisam ser conversados.

4. Distribuição

Normalmente, os produtores de conteúdo não são empresas de produção. No entanto, alguns têm canais de distribuição e públicos integrados. Por isso, a moeda social deles tem valor no mundo real. Assim, quanto maior a capacidade de distribuição desse criador de conteúdo, mais a sua empresa terá que pagar pela representação dele.

5. Amplificação de mídia

A amplificação de mídia é um gasto indicado para que, realmente, alcance as metas da collab firmada. Mas, se o seu criador de conteúdo for o responsável por um componente de mídia social, discuta a sua remuneração para esses serviços antes mesmo de eles serem realizados. Sendo válido ainda incluir detalhes sobre os serviços, como quantidade, local e frequência das postagens, no contrato.

Viu como a consideração de preços quando o assunto é collab entre empresas e produtores de conteúdo é algo tão peculiar? Então, nessa fase, o mais produtivo é você conhecer, de fato, o  orçamento da sua organização e o que espera atingir com ele. Além disso, crie o hábito de solicitar um detalhamento de todos os custos faturados. Com esses cuidados, com certeza, você terá sucesso com a parceria que almeja.

Agora você já sabe como estabelecer boas parcerias para o seu negócio. Mas continue aprendendo! Clique aqui e leia agora mesmo sobre a melhor estratégia que sua empresa deve investir: o marketing de vídeo!

Redação VidMonsters

Loucos por marketing e vídeos!