VidMonsters
Por VidMonsters

Descubra o que é Comarketing com Vídeos e como aplicar essa estratégia no seu negócio

VidMonsters
Por VidMonsters

Os tempos mudaram e até mesmo no empreendedorismo as transformações chegaram para otimizar os resultados. Com a cultura das startups, que tem uma forte competição saudável, mas também a mentalidade da colaboração, surgiu o comarketing. Essa estratégia inovadora pode ser usada de muitas formas, inclusive o comarketing com vídeos traz um retorno incrível.

Afinal, esse tem sido o formato de conteúdo número 1 na preferência da audiência, atrai mais e tem maior capacidade de transmitir uma mensagem, fazendo com que ela fixe e seja compreendida pelo espectador. Além disso, com o comarketing você alcança uma audiência maior que a sua, com menor investimento e resultados mais rápidos.

Então continue lendo e tenha os melhores insights para implementar essa estratégia!

Como funciona a estratégia de comarketing com vídeos?

Você já pensou que existem diversas empresas que podem ter o mesmo público que você sem ser uma ameaça? Uma empresa de automóveis e outra de pneus, por exemplo, oferecem produtos diferentes, mas atendem ao mesmo público-alvo.

O que o comarketing faz é unir duas marcas com público em comum para a produção de algo como um e-book, infográfico ou, como é o foco deste texto, vídeos. A criatividade é o limite quando se trata de comarketing.

Você pode criar webseries, por exemplo, ou simplesmente fazer uma gravação em conjunto (collab) que pode ser usada para uma transmissão ao vivo e, posteriormente, ser fonte para a produção de diversos materiais.

O marketing digital possibilitou essa reunião de pessoas muito mais pela afinidade, sem a necessidade da proximidade geográfica. Para deixar essa experiência mais rica, as estratégias de comarketing com vídeos são uma excelente solução.

A produção de um conteúdo em vídeo demonstra mais realidade e pode se estender para outras plataformas como as redes sociais, por exemplo.

Por que investir nas collabs?

Collab é uma expressão para a criação de vídeos colaborativos. As vantagens são muitas, mas você deve ter atenção ao público e ao mercado.

Primeiro, estude a sua persona. Além das características demográficas como faixa etária, gênero, classe social e até mesmo localização geográfica, existem também os dados emocionais que ajudam a identificar seu cliente ideal.

Quais são as preferências e desejos da persona? Essas informações indicarão se a audiência da empresa parceira é interessante para o seu mix. Já o outro ponto é em relação ao mercado. Algumas perguntas são fundamentais para descobrir se a parceria não é formada por algum concorrente, por exemplo:

  • Quem são os concorrentes diretos?

  • Quais são os concorrentes indiretos?

  • Existe algum outro aspecto que a empresa pode ser concorrente, como a competição de palavras-chave para ranqueamento dos sites e blogs?

Confira os benefícios de apostar no comarketing usando vídeos!

1. Mais alcance para a marca

O alcance de uma marca é importante para atrair pessoas com o perfil ideal para o seu funil de vendas. Significa ter a empresa reconhecida e lembrada de uma forma positiva pelas pessoas.

Quem não quer destacar o negócio para o público-alvo? Afinal, essa é uma das principais formas de influenciar nas tomadas de decisão dos processos de compras.

O comarketing, quando bem usado, amplia muito o alcance. De uma maneira natural, o collab faz uma espécie de transferência de identificação entre uma marca e outra. Isso significa que a audiência do seu parceiro associará você às qualidades (e talvez defeitos) que percebe.

2. Melhor custo-benefício

Nem sempre cumprir com os gastos para a criação de conteúdo é viável. Enquanto e-books e infográficos precisam de um layout bem resolvido e textos coerentes, áudios e vídeos pedem ferramentas de qualidade e edição.

No caso do collab, o investimento para a produção do conteúdo e até mesmo para uma divulgação paga — no caso de usar essa estratégia para impulsionar os resultados — é compartilhado.

Além desse investimento reduzir pela metade, podemos dizer que as chances de alcançar seu objetivo de marketing dobram. Afinal, você estará falando para o dobro da audiência.

Claro que existem outros ganhos como a colaboração das equipes internas das duas empresas para a realização de alguma atividade que normalmente seria terceirizada, por exemplo.

3. Mais reconhecimento e autoridade para a marca

Quem nunca usou o nome de uma marca no para descrever um produto? Zíper, Bombril e Maizena são alguns exemplos muito comuns. O que essas empresas têm e as suas concorrentes não? Um dos pontos mais forte é o reconhecimento e autoridade dessas marcas no mercado. As pessoas confiam, acreditam que aquele produto ou serviço realmente cumpre aquilo que promete.

Alguns benefícios de contar com uma marca forte no mercado são:

  • Se destacar da concorrência;

  • Ter clientes mais fiéis;

  • Criar um grupo de defensores da sua marca;

  • Aumentar o número de indicações espontâneas;

  • Se tornar referência como solução para as dores da sua persona.

O comarketing com vídeos tem a grande vantagem de agregar valor para os dois players da estratégia. Talvez a quantidade de leads de uma audiência seja maior que a outra, porém a segunda seja mais engajada.

A análise dos resultados indicará o quanto a parceria foi produtiva para cada uma das partes, mas o fundamental é que ambas certamente aumentarão a autoridade, doando e, ao mesmo tempo, recebendo uma transferência de autoridade da empresa parceira.

4. Novas parcerias para a empresa

Em um primeiro momento, o comarketing com vídeos já apresenta uma forte e alinhada parceria. Aquela criada entre as empresas que estão fazendo a coprodução e entendem as vantagens que todos ganham com essa união.

Entretanto, existe outra perspectiva para o networking de empresas que trabalham com comarketing:

  • Visibilidade: agora a sua marca fica mais em evidência (e também o posicionamento que assume ao fechar uma parceria com outra empresa, que agrega valores, princípios e a personalidade).
  • Alcance: da mesma forma que a sua audiência conhecerá a outra empresa, o inverso também é verdade. Agora imagine que é possível ter parceiros-chave para o seu negócio que conhecerão sua marca com as ações de comarketing.
  • Abertura: você sinaliza que o seu negócio tem abertura e maturidade para realizar networking e prosseguir de maneira estratégica para você e seus parceiros.

Como fazer um comarketing com vídeos de sucesso?

O comarketing com vídeos é um conteúdo rico, engajante e que gera leads qualificados. O segredo para essa estratégia é ter atenção nos detalhes que destacamos a seguir:

Vídeo marketing

1. Encontre o parceiro ideal para sua marca

A diferença entre o concorrente e o parceiro é muito simples. Enquanto o concorrente oferece produtos semelhantes aos seus — ou que solucionam o mesmo problema — o parceiro é aquele que fala com um mesmo target, mas seu mix e o dele se complementam, como roupas de ginástica e tênis de corrida.

Se a celebridade ou empresa com a qual você vai produzir os vídeos em parceria já conhece bem a persona que tem, melhor ainda. Caso contrário, você pode se orientar pelos dados que forem mais relevantes para encontrar o seu público, por exemplo:

  • Gênero;

  • Faixa etária;

  • Localização geográfica;

  • Classe social;

  • Principais redes sociais que usa;

  • Canais que segue no YouTube.

2. Atenção para o planejamento

Esse é o jeito mais transparente de gerenciar as expectativas dos dois lados e ainda otimizar os resultados. Para que o trabalho de comarketing com vídeos seja proveitoso, é importante que o planejamento seja feito também de forma colaborativa.

Então, aproveite para trocar experiências sobre metodologias de planejamento e gerenciamento das atividades. É importante também que uma previsão de gastos seja realizada nessa fase. Assim, a divisão fica mais equilibrada e reduzem as surpresas desagradáveis ao longo da produção.

3. Elabore um roteiro

Fazer vídeos é reviver a arte de contar histórias. Mesmo sem fala, é importante que exista um enredo, um fio condutor que faz com que o espectador sinta vontade e prazer em assistir à produção do início ao fim. Por isso, é importante que vocês reúnam e criem um roteiro para o vídeo.

Imagine que o comarketing pode ter finalidades diferentes, inclusive com foco em veiculação em canais diferentes? Sem um esquema, pode ser que uma das partes espere fazer uma conversa mais informal e rápida, enquanto a outra está visualizando uma palestra que servirá como uma aula exclusiva ou até mesmo um minicurso.

4. Divida as tarefas

Como acontecerá a gravação? Pode ser que seja realizado num formato à distância, como um hangout, por exemplo. Mesmo assim, ainda existirão diversas demandas. Caso você e a outra pessoa decidam se encontrar para a gravação, é muito importante determinar tarefas, responsáveis e prazos.

Como sugestão, vale a pena combinar:

  • Quem será responsável pela locação (onde acontecerá a filmagem);

  • Quem levará o equipamento para a captura do vídeo, áudio e se haverá um profissional por essa conta;

  • Equipes para o cenário, figurino e maquiagem.

5. Pense na distribuição

É importante entender em quais canais o vídeo será veiculado. Imagine que você escolhe usar o material como uma aula exclusiva, mas seu parceiro pretende colocar tudo no canal do YouTube? As estratégias também precisam se integrar, de maneira que uma não atrapalhe o desenvolvimento da outra.

Ainda na distribuição, é interessante ter uma previsão de datas e quais plataformas serão usadas para a divulgação do vídeo. Ainda nesse ponto, determinar se será usado anúncio pago pode ser um grande diferencial, mas precisa ser acordado com antecedência entre as duas empresas parceiras.

6. Avalie os resultados

Se o planejamento foi bem feito, você provavelmente tem um objetivo e até mesmo uma meta a cumprir. Talvez o foco sejam visualizações, interações ou mesmo a geração de novos leads.

É importante acompanhar métricas relevantes ao negócio para entender se o resultado foi positivo e qual a diferença em relação às suas produções tradicionais. Algumas delas:

  1. Taxa de visualização.

  2. Tempo de permanência no vídeo.

  3. Engajamento.

  4. CTR — taxa de cliques.

  5. Replay.

Conclusão

Neste artigo você descobriu como o comarketing com vídeos é uma estratégia fantástica. Aproveite os leads qualificados que você conseguir ao fazer collabs ou outros vídeos em parceria e crie um fluxo de nutrição específico para esse novo público que tem um perfil parecido e entra para a sua lista. Assim, você otimiza a experiência do usuário e aumenta as chances de conversão.

Se você deseja melhorar seus resultados com vídeo, conhecendo as tendências e segredos, assine a nossa newsletter e garanta o acesso ao melhor conteúdo em vídeo marketing!