Autor convidado
Por Autor convidado

Como divulgar o seu trabalho para conquistar mais clientes

Autor convidado
Por Autor convidado

Uma das principais dificuldades para se estabelecer no mercado é entender como divulgar o seu trabalho. Muitos profissionais competentes têm problemas em fazer autopromoção e, por isso, acabam conquistando resultados aquém do esperado. Isso acontece porque eles não estão familiarizados com marketing pessoal e personal branding.

Embora esses dois termos pareçam se referir à mesma coisa, eles são bastantes diferentes. Personal branding é a gestão da marca de cada profissional e aquilo que ele representa. Da mesma forma como acontece com outras marcas, ela é criada em torno de missão, visão e valores — e deve ser sinônimo da sua atuação profissional.

Além disso, precisa ser tão fácil de lembrar que qualquer pessoa que precise de determinado serviço, saiba que é você quem ela deve procurar.

Marketing pessoal, por outro lado, é divulgar um personal branding, nos espaços que o público-alvo para os seus produtos e serviços frequenta, e com a linguagem adequada para atraí-lo.

No artigo de hoje, mostramos como essas duas estratégias devem trabalhar juntas para ajudá-lo a divulgar seu trabalho e conquistar novos clientes. Vamos lá?

Como construir sua marca como profissional?

Para se promover e conquistar novos clientes, você deve começar pela criação de uma marca distinta da de outros profissionais que atuam na sua área.

Quem se destaca nessa tarefa são aqueles profissionais que se dedicam a conhecer o próprio público, desenvolvem uma proposta de valor clara para suas ofertas e planejam ações para chamar a atenção da audiência.

No passo a passo a seguir mostramos quais são as três ações que não podem ser negligenciadas por quem quer se autopromover com sucesso na internet!

Passo 1: estude o público

Antes de começar a fazer seu marketing, é preciso pensar: quem você pretende atingir?

Há um tipo de cliente por aí que está quase pronto para adquirir os seus produtos e serviços, mas ele ainda não conhece você. Para construir uma ponte até ele você, terá de entender onde está, do que gosta e o que faz — e isso vai exigir muita pesquisa e estudo.

Tendo um perfil claro de quem pode estar interessado nas suas soluções, você consegue criar uma persona, que é um arquétipo de quem tem os problemas que só você consegue solucionar. É a partir dessa persona que as estratégias de marketing da sua marca devem ser desenvolvidas.

Uma proposta de valor única, por exemplo, só pode surgir com conhecimento das dores da persona e de como o seu trabalho pode ajudá-la a superar essas dores.

Definir uma audiência permitirá que se faça recortes de nicho entre os vários tipos de clientes que poderiam se interessar pelo seu trabalho, para concentrar sua atuação profissional em um deles e dominar essa fatia do mercado.

Passo 2: conheça a competição

Há outras pessoas por aí oferecendo produtos e serviços como o seu. Entender como elas atuam na internet será bom não só para que possa competir melhor, mas também para entender um pouco mais sobre como a sua persona reage ao marketing na web.

Acompanhando os perfis de competidores nas redes sociais você conseguirá, antes mesmo de produzir a sua primeira campanha na internet, entender o que gera mais cliques, interações e interesse do seu público-alvo.

Para virar um especialista em se autopromover, será necessário observar como outros se promovem e quanto sucesso eles têm com isso.

Passo 3: crie uma estratégia de Marketing de Conteúdo

A melhor maneira de divulgar o seu trabalho na internet é com Marketing de Conteúdo. Produzindo peças como infográficos, textos e e-books, você conseguirá chamar a atenção de quem está interessado na sua expertise e terá o que oferecer à persona da sua nova marca.

Uma estratégia de Marketing de Conteúdo deve conduzir o cliente por uma jornada. Ela precisa fazer com que ele se conscientize de um problema, conheça o seu trabalho e entre em contato para fazer uma cotação.

Ao criá-la, pense na persona que definiu no passo um e em como ela consome conteúdos, como observou no passo dois. Em seguida, busque entender o que falta na vida dela e como é possível suprir essa demanda publicando conteúdos online.

Onde divulgar o seu trabalho na internet?

Depois de criar uma marca pessoal, você precisa identificar quais são os lugares certos para colocá-la em contato com o cliente. Atualmente, qualquer estratégia de divulgação bem-sucedida envolve uma presença online consolidada.

Isso é uma boa notícia! Afinal, começar uma estratégia de marketing na internet não custa nada e, com algumas horas de trabalho toda semana, conseguirá atingir novas pessoas interessadas no que você vende.

Cada público-alvo vai exigir que você interaja em canais específicos, mas há alguns deles que não podem faltar em nenhuma presença digital. Confira quais são e como atuar em cada um!

1. Facebook

Ter uma página no Facebook já foi um diferencial, mas hoje é regra. Qualquer negócio precisa estar lá, atendendo às demandas de clientes e publicando conteúdo relevante para eles. Embora ter um perfil na rede social seja gratuito, é uma boa ideia comprar alguns anúncios para fazer crescer a sua página.

Com um investimento baixo, você conseguirá direcionar os seus posts para o público certo. Baseando-se nos interesses da persona que criou para a sua marca, será fácil filtrar quem recebe as suas publicações por sexo, idade, interesses e localização, atingindo apenas aqueles que podem ser impactados pelo seu trabalho.

2. LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede social do mundo para profissionais. Ela conecta freelancers, funcionários e empresas e funciona como um hub para se fazer networking sem sair de casa. Ingressar no LinkedIn vai fazer toda diferença nos seus resultados na internet e deve ser uma prioridade.

Por lá, você poderá divulgar peças de conteúdo exclusivas e materiais avançados para os seus contatos e outras pessoas que integram a rede deles, aumentando o alcance da sua presença online diante quem mais faz a diferença: os profissionais que podem contratar os seus serviços.

3. Instagram

O Instagram tornou-se uma das redes sociais mais famosas do mundo com posts extremamente visuais e atraentes. Atualmente, porém, ele é o local certo para concentrar seus esforços de marketing. Com os Stories, a IGTV e as publicações no seu feed, você consegue criar campanhas inteiras nessa rede social, que vão muito além de algumas imagens.

Converta o seu perfil no Instagram para um de negócios e comece a aproveitar de recursos como a análise de público para entender melhor quem consome suas publicações por lá e o que fazer para transformar essas pessoas em clientes.

4. Site pessoal

Um site com o seu portfólio é fundamental para mostrar aos clientes o que você é capaz de fazer. Mas, sozinho, ele não será suficiente para atrair visitantes e conquistar novos negócios. Criar um blog pessoal por lá vai alavancar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo, dando a você a possibilidade de capturar clientes a partir de um canal que eles certamente utilizam: a pesquisa do Google.

Com materiais ricos, postagens frequentes e o uso das palavras-chave corretas, as pessoas interessadas naquilo que você oferece estarão a um clique de distância de conhecê-lo.

Investir algum tempo no desenvolvimento do seu branding pessoal, na criação de uma estratégia de marketing digital e na construção de canais de comunicação fortes para se relacionar com o público terá um grande impacto na sua carreira. Você será capaz de, em pouco tempo, atingir novas pessoas, divulgar seu trabalho e conquistar novos clientes utilizando apenas a internet.

Só não se esqueça de uma coisa: não é preciso dominar todas as redes sociais para conquistar novos clientes na internet. Sempre existirá aquela que os seus clientes em potencial utilizam mais que as outras — e é nela que você deve concentrar seus esforços, mesmo que tenha perfis em mais de uma plataforma.

E aí, gostou destas dicas de como divulgar o seu trabalho e quer aprender um pouco mais sobre estratégias de redes sociais? Baixe agora mesmo o e-book Estratégias de redes sociais para Freelancers!

Conteúdo produzido pelos parceiros do blog Comunidade Rock Content.