Loading Posts...

Seja por maior estabilidade financeira, comodidade, flexibilidade ou até mesmo para poder colocar seus sonhos em prática trabalhando com aquilo que ama, as pessoas querem cada vez mais ser donas dos próprios negócios.

Mas, muitas se esbarram nas dificuldades iniciais ou não sabem como começar principalmente por causa do investimento inicial que, dependendo do negócio, pode ser alto.

E por que não considerar uma alternativa mais barata, que acompanha a dinâmica atual e é capaz de trazer um retorno mais rápido?

É nesse cenário que ganha força o empreendedorismo digital.  

O espaço virtual pode ser um excelente aliado para você finalmente dar o pontapé inicial e ainda desenvolver o seu negócio com sucesso.

Neste post, vamos explicar como é possível trabalhar na internet e ainda desenvolver o seu próprio negócio sem gastar muito.

O que é empreendedorismo digital?

O empreendedorismo digital é uma estratégia de negócio que rompe as barreiras do espaço físico para atuar principalmente de maneira online.

Em outras palavras, a comercialização de produtos ou serviços acontece pela internet.

As formas de atuação dentro desse modelo são bem diversas.

Você pode abrir uma loja online, vender produtos de outras pessoas como afiliados ou criar um produto específico para você mesmo.

Além disso, também pode ter um blog, atuar como youtuber, ser influencer, enfim, é um campo que abre inúmeras possibilidades. E por isso é tão promissor!

São inúmeras as vantagens de colocar o seu negócio na internet, principalmente se você considerar o baixo valor inicial se comparado ao mercado offline.  

Outras questões operacionais que geram custos, como manutenção, composição de espaço, fixação de horários e uma equipe presente também são reduzidas nesse modelo.

E promove ainda um maior alcance de público, já que a localização não é um fator de impedimento para as compras.   

Mas, não existe milagre!

Como qualquer empreendimento, é necessário planejamento, dedicação e trabalho.

Para ajudar nesta missão, apresentamos 5 passos que você deve seguir para já começar bem a sua empreitada no mundo dos negócios digitais.  

  1. Escolha uma área de atuação
  2. Defina o público que você quer atingir
  3. Estude seu mercado
  4. Escolha seu produto para vender
  5. Defina seus canais de divulgação

1. Escolha uma área de atuação

É muito importante você ter um nicho de mercado definido antes de começar qualquer negócio.  

Os nichos são segmentos com características específicas, com as quais as pessoas também se identificam de acordo com os produtos ou serviços oferecidos.

No meio digital, em que as possibilidades são inúmeras, ter claro qual é a sua área de atuação ajuda a definir os principais focos e estratégias da sua empresa.

Para fazer isso, a primeira dica aqui é pensar naquilo que desperta o seu interesse ou que você tenha conhecimento.

É claro que, com estudo e dedicação, você será capaz de dominar qualquer tema. Mas fica muito fácil trabalhar com aquilo que você já tem um certo domínio, afinal, você irá lidar com esse assunto diariamente.

Trabalhando com aquilo que você ama, também fica mais fácil despertar o interesse nas pessoas.

Observe as possibilidades de atuação dentro desse nicho que combinem com suas habilidades e liste as principais ideias a partir desta combinação que podem te dar o retorno financeiro esperado.

Pense também em problemas que sua empresa pode ajudar a resolver. Às vezes, o produto não é inovador, mas a forma com que você oferece ou presta os serviços pode ser.

Entendendo o seu papel na área de atuação escolhida, você conseguirá se destacar e cativar o seu público.

2. Defina o público que você quer atingir

Identifique a parcela do público com a qual a sua empresa dialoga.

Essa é uma etapa essencial para determinar seu público-alvo. Entendendo as necessidades ou interesses dessas pessoas é que seu negócio ganha notabilidade.

Tentar abordar um público muito abrangente pode fazer com que você gaste tempo e energia desnecessários, tornando-se uma estratégia pouco eficiente, já que não produzirá efeito em pessoas para as quais os seus produtos não estarão direcionados.

Portanto, saiba identificar as características de seu público que o levarão até o seu negócio.

Você pode realizar pesquisas ou questionários para determinar critérios como classe social, gênero, idade ou localização geográfica.

Tendo esse recorte, pode-se aprofundar ainda mais estabelecendo a sua persona.

A persona possui características ainda mais específicas, simbolizando o perfil de um cliente ideal.

Considera-se, além dos quesitos já apresentados, outros como personalidade e valores.

Seus valores e visões de mundo também podem entrar nessa seleção, tudo o que vai ajudar a gerar mais identificação e personalização.

Esse exercício contribui e muito para a otimização do trabalho e na hora das tomadas de decisão, principalmente nas estratégias de relacionamento com o cliente.

3. Estude seu mercado

Antes de  iniciar qualquer negócio é preciso ter um panorama do desempenho do seu nicho de mercado.

É preciso saber quais serão suas futuras concorrentes ou parceiras, o que já é oferecido e como o público recebe isso.

Essa etapa é muito importante para você ter uma perspectiva real de resposta de suas possíveis ações, entendendo o que é viável ou não.  

Você consegue avaliar em relação ao seu tipo de negócio o que vem dando certo, o que deve ser aprimorado e quais são as possíveis lacunas que você pode preencher.

Esse é um processo sistematizado de captação de dados, logo, você deve estabelecer critérios a serem avaliados e tomar nota de tudo o que for observado.

Um bom estudo ou pesquisa de mercado deve ser estruturado pensando nos objetivos e resultados a serem alcançados.

Como benefício, você chega já preparado para o que te espera.

Vai saber lidar melhor com as adversidades, tendo mais conhecimento das necessidades de seu público e ainda reconhecendo as tendências do mercado, o que é essencial para manter a competitividade.

4. Escolha seu produto para vender

Depois ter estudado suas habilidades, o seu nicho de mercado e o perfil ideal de seu cliente, é hora de fazer avaliações sobre seu produto ou serviço.

Investir no produto certo é a grande sacada quando se fala em empreendedorismo digital.  

Você pode optar por comercializar itens já existentes ou se tornar um criador de seus próprios produtos digitais.

E como você escolhe o que vender?

Utilizando ferramentas de buscas e medição de vendas para descobrir o apelo e saída deste produto. Em outras palavras, se ele é muito procurado e vendido.  

Outro ponto a ser analisado é a sazonalidade, ou seja, se é algo a ser consumido apenas em uma época específica ou durante o ano todo. E também a frequência de compra, se uma pessoa adquiriu o produto agora, em quanto tempo precisará dele de novo.

A localização e disponibilidade também são aspectos que merecem entrar na lista. Se a pessoa não tem o acesso facilitado a um produto, aumentam as chances dela comprá-lo online.

Em relação a produtos físicos, é preciso avaliar características como tamanho e peso, pensando no armazenamento e no transporte até o cliente.

Em caso de produtos digitais, esses aspectos de logística são facilmente resolvidos, pois eles são disponibilizados e consumidos diretamente na internet.

Mas é interessante pensar nos equipamentos necessários e os modelos que mais se adequam a você e a sua audiência.

Produzir conteúdos de qualidade garantem mais propriedade e dão mais credibilidade a sua marca, tornando-a referência.  

5. Defina seus canais de divulgação

Agora, basta definir suas plataformas de vendas e divulgação.

Criar uma loja online pode ser uma boa maneira de começar o seu negócio e ter o controle sobre todas as etapas envolvidas.

Outra saída é contar com Afiliados que já possuem especialização e a estrutura necessárias para alavancar suas vendas.   

As opções de divulgação também são variadas, desde blogs e sites à e-mail marketing e aplicativos.

As redes sociais são importantes aliadas nessa etapa.

O conteúdo e a possibilidade de interação que elas promovem aproximam e geram identificação do público com sua empresa.

Vá onde o seu público estiver.

Mas lembre-se, você deve elencar os canais que mais se aproximem de suas habilidades e necessidades, bem como a de seus clientes.

  • Quais meios você mais domina?
  • E quais deles ampliam o potencial de seu produto?
  • Em quais canais está sua persona?
  • De que maneira ela mais interage?
  • Que tipo de conteúdo traz mais interação?

As respostas dessas perguntas podem ajudar você a decidir pelas plataformas mais adequadas.

Também é uma opção priorizar algumas a princípio e depois expandir as formas de relacionamento com o cliente.

Assim, a boa experiência fica garantida e o seu negócio só tende a crescer.

Pronto para começar o seu negócio digital?

Acreditamos que, com essas dicas e seu empenho, você conseguirá tirar sua ideia do papel e colocar o seu negócio em prática.

Trabalhar na internet representa novas formas de organização, qualidade de vida e a tão sonhada autonomia profissional.

Para isso, é necessário um bom planejamento e atenção aos detalhes em todas as etapas de seu trabalho.                             

Além disso, o profissional precisa sempre estar atualizado e de olho nas melhores possibilidades de sucesso no meio virtual.

Como dissemos aqui, uma das maneiras de ser um empreendedor digital é ensinando algo à pessoas.

Para isso, pode-se criar um curso online, oferecer palestras ou até escrever um e-book. Estas são estratégias que gastam pouco ou quase nada.

Se você se interessou por essa ideia e quer saber mais como desenvolvê-la, não deixe de ler nosso post sobre como criar seu curso online de graça.

Guest post produzido pela equipe da Hotmart.

Autor convidado

Guest post.