VidMonsters
Por VidMonsters

Tudo que você precisa saber para uma iluminação de vídeo impecável

VidMonsters
Por VidMonsters

Para quem produz  vídeo marketing, entender sobre luz para filmagem é fundamental. Afinal, a iluminação nos vídeos é fator decisivo na qualidade do conteúdo. 

Mas é importante saber que não é preciso ser um grande especialista no assunto. Tampouco gastar muito em equipamentos. E para te ajudar a montar uma boa iluminação para vídeo, preparamos este guia.

Neste conteúdo você irá aprender: 

 Agora é a hora de você descobrir tudo sobre luz para filmagem! Vamos lá?

A importância de ter uma boa iluminação para vídeo

Produzir um conteúdo audiovisual é pensar nas cenas inteiras, pois a qualidade de imagem precisa caminhar junto ao resto.

Sendo assim, a iluminação pode gerar diversos efeitos – positivos e negativos – dentro do seu vídeo. Como: 

  • Destacar um elemento;
  • Criar uma ambientação,
  • Dar cor diferente à algo ou alguém,
  • Trazer noções de profundidade,
  • Atribuir noções de clima e tempo, etc.

A luz dentro da filmagem deve servir de apoio para o produtor audiovisual e não o contrário.

É preciso lembrar que um roteiro bem planejado, um bom microfone ou uma câmera de alta qualidade perdem a eficácia se o seu vídeo estiver mal iluminado.

Isso porque, a falta de clareza nas imagens e a perda de cores comprometem o resultado final. Além disso, se a iluminação estiver problemática, pode elevar o ISO da câmera, causando ruídos na imagem.

Uma iluminação estourada, por exemplo, ou a falta de luz em algum ponto importante, ou até mesmo tons de cor não desejados, fazem com que o vídeo passe a impressão de falta no preparo.

O mais importante é não passar uma ideia de que seu vídeo é amador, ainda que o seja. Afinal, você não quer perder credibilidade, certo?

E, principalmente, não deixar sua audiência entediada. Quando um vídeo apresenta grandes falhas de iluminação é difícil manter a concentração. O que causa uma baixa retenção do conteúdo passado e diminui a confiança do público.

Então, evite esses erros, ok?

Agora é hora de aprender como melhorar sua produção de vídeos. Estude os tópicos abaixo e aprenda tudo sobre iluminação para vídeos.

Luz interna x Luz externa

É comum pensar que a luz externa é a ideal para qualquer tipo de situação para gravar um vídeo. Porém, em boa parte dos casos ela pode se tornar inimiga do seu trabalho.

A luz do sol é uma ótima luz para filmagem de vídeos, por ser uma iluminação natural que aproxima a cena da realidade. Mas isso não a torna perfeita.

Você deve lembrar que ela não é controlável, principalmente em ambientes com árvores ou em locais com muitas nuvens.

As luzes naturais para filmagem são bem difíceis de trabalhar e podem sofrer variações imprevisíveis. Interferindo nos efeitos e qualidade do conteúdo.

Por isso, a luz interna é a mais comum. Através dela você consegue ter um controle maior de como a iluminação da cena estará a cada momento. Esse tipo de iluminação é ideal para quem quer consistência no resultado do vídeo. 

Vale lembrar que alguns tipos de luz para filmagem têm usos específicos. Ou seja, não abre muitas possibilidades de utilizar a mesma iluminação em locais diferentes.

Utilizar a luz externa junto com a luz interna pode causar diversas incorreções na filmagem e dificultar o trabalho de edição. Tudo isso acontece por conta da forma de captação da câmera, que capta a intensidade da luz e temperatura da cor.

Apesar da imprevisibilidade, a iluminação natural para vídeos também tem seu lugar. Por isso, vamos aprender a usá-la?

Usando a luz natural ao seu favor

Mesmo sendo um pouco mais complicado, trabalhar com a luz natural é possível e pode sim dar certo.

Siga essas dicas que podem te ajudar na hora de produzir em locais externos:

  • Planeje a hora da filmagem: dê sempre preferência para o nascer do sol ou o pôr do sol quando estiver procurando uma luz mais suave e com menos sombras. Estes são os horários mais estratégicos pois você ficará menos suscetível as escondidas e aparições do sol entre as nuvens à todo tempo ;
  • O posicionamento da câmera: quanto mais de “costas” o aparelho estiver do sol, menos luz é captada diretamente, evitando uma imagem estourada. A ideia aqui é que o personagem ou cena esteja sempre posicionado de frente para a fonte de luz. Essa prática também diminui as indesejadas sombras;
  • O rebatedor ajuda bastante: ideal para ambientes muito ensolarados. Ele dá um controle maior sobre o sombreamento da imagem, refletindo a luz em outra direção;
  • Dias nublados: são imprevisíveis mas tiram muitas preocupações em relação ao posicionamento do sol, mantendo cores e sombras mais leves. E, claro, evitando o ardor nos olhos daqueles que vão ficar olhando diretamente para o sol .

Luz dura e Luz difusa

Além da temperatura de cor e intensidade da iluminação, também temos que nos preocupar com o modo que essas luzes passam pelo objeto que será filmado.

Por isso temos definições diferentes de luz dura e luz difusa.

A luz dura causa uma sombra bem marcada e nítida, acontece naturalmente em boa parte dos dias ensolarados. Todo cuidado é necessário se você quiser trabalhar com ela, já que destaca as imperfeições, o que não é ideal para um vídeo. 

Outro exemplo de luz dura são as luzes que costumamos ter em casa. Uma lâmpada centralizada no centro de um cômodo causa o mesmo efeito citado acima. Por isso aquelas fotos em casa, à noite, dificilmente ficam tão boas se comparadas às tiradas durante o dia.

Já a luz difusa é muito utilizada, já que é muito mais suave e se divide de forma uniforme sobre o objeto, criando uma sombra quase inexistente. 

Existem várias formas de conseguir este tipo de iluminação. Seja acrescentando um tecido ou plástico levemente transparente por cima da fonte de luz. Ou mesmo comprando acessórios exclusivos para essa função. Mas não se preocupe, falamos sobre eles logo abaixo, no tópico sobre equipamentos! 😉

Técnicas básicas de iluminação para vídeo

Já falamos sobre a importância de ter uma boa luz para filmagem e das diferenças entre as luzes internas e externas.

Falta agora responder a parte mais importante desse conteúdo: como fazer uma iluminação para vídeos excelente e deixar seus conteúdos caseiros com uma ar mais profissional?

Para responder essa pergunta, veremos um dos tipos de iluminação mais utilizados: a iluminação de três pontos.

1. Iluminação de três pontos

O posicionamento das luzes e como elas deverão iluminar os elementos da cena precisa ser pensado antes de começar a gravar.

Possivelmente pela facilidade e rapidez de montagem, ou por não exigir muito em equipamento, a iluminação de três pontos é ideal para deixar seu vídeo com um aspecto profissional.

Neste método são utilizados 3 fontes de luz: a luz principal, a luz de preenchimento e a contra-luz.

Veja abaixo um pouco mais sobre cada uma delas.

a) Luz principal

Pode ser chamada de luz frontal ou primária. Ela é a luz mais importante das três e fica na frente da cena, objeto ou personagem.

Posicionada de forma lateral em relação a câmera, em um ângulo entre 15º e 45º.

Essa luz tem a função de definir a iluminação básica da cena. É a mais potente das três e por isso acaba criando uma luz dura, resultando em muitas sombras, como vimos anteriormente.

b) Luz de preenchimento

Para controlar a sombra criada pela luz principal, a luz de preenchimento entra em um ângulo parecido à primeira, porém nunca igual.

Essa luz apresenta uma intensidade menor que a principal, para não eliminar completamente as sombras, já que são importantes para dar profundidade aos objetos e cena.

c) Luz de fundo

Conhecida também como contra-luz, tem a função de dar a sensação de profundidade para a filmagem.

A luz de fundo fica no lado oposto às outras, nas costas da cena, objeto ou personagem.

Como normalmente é muito móvel, ela pode ficar no chão, acima da cena ou até virada para cima. Desde que mantenha a posição contrária às outras duas.

Na imagem abaixo você consegue visualizar essa montagem básica:

iluminação para vídeos de três pontos

Equipamentos de luz para filmagem

Agora você já sabe a importância de uma boa iluminação para vídeo e as consequências de não investir nesse aspecto. Também já descobriu que é possível quebrar o galho e usar a luz natural nas suas produções audiovisuais.

Mas, caso queira profissionalizar as gravações, também vamos te dar uma mãozinha extra!

Listamos alguns dos principais equipamentos de iluminação utilizados para produções audiovisuais bem como suas propriedades.

Confira abaixo:

1. Painéis de Led

Os painéis de Led são um ótimo investimento para quem busca uma iluminação potente.

São dezenas de pequenas lâmpadas distribuídas pelo painel. Porém, não possuem muito controle de temperatura e podem variar bastante a cada marca e modelo.

Vale lembrar que boa parte desse tipo de equipamento é movido a pilhas ou baterias. Ou seja, é necessário ter tais fontes de energia sempre disponíveis.

Além disso, cada painel possui suas próprias especificidades e são bem diferentes um do outro. Então, lembre-se que os preços e usos podem variar consideravelmente.

painel de led iluminação para vídeo

2. Sun Gun

Esse equipamento também emite uma luz muito intensa.

Ele é adequado para iluminações uniformes em todo o cenário ou set de filmagens, com um tom levemente amarelado, em geral.

Em suma maioria possuem valores mais elevados, mas esse tipo de equipamento de luz para filmagem são excelentes para luz de preenchimento.

Os melhores modelos desse tipo de equipamento são de led e portáteis. Permitem filtros de cor e difusão e ainda tem suporte para segurar com a mão. No mercado encontra-se opções de Sun Gun movidos à bateria ou pilhas.

sun gun luz para vídeos

3. Ring Light

Como o próprio nome sugere, a ring light é uma luz fluorescente em formato de círculo, cujo centro é onde fica posicionada a câmera.

A ring light emite uma luz uniforme e difusa. Por isso, é muito utilizada para realce de um objeto ou de um ator em cena, especialmente seus rostos. Um exemplo evidente de seu uso são em vídeos onde o personagem conversa diretamente com a câmera.

Esse equipamento pode vir com tripés e outros acessórios, sendo frequentemente vendidos em kits. Assim, seus preços podem variar bastante, com faixas que vão de R$ 300,00 a até mesmo R$ 1.500,00.

ring light luz para vídeos

4. Softbox

O softbox é um dos equipamentos de luz para filmagem mais utilizados, devido a sua luz difusa e suave, bem como sua praticidade no manuseio e montagem.

A softbox quadrada, uma das mais comuns, pode ser encontrada a partir de R$ 200,00 cada. Contudo, duas delas produzem efeitos ainda melhores, exigindo mais investimentos.

Por outro lado, para a gravação de vídeos mais simples, a softbox também pode ser uma alternativa mais barata e que já ajuda bastante a solucionar a iluminação do ambiente.

Uma dica: logo abaixo temos um tutorial de como fazer seu próprio softbox com itens encontrados em casa!

softbox luz ára vídeos

5. Fresnel

As lentes de fresnel foram originalmente criadas para faróis de sinalização marítima.

São lentes de grande abertura e distância focal curta. Elas são mais finas que as convencionais, permitindo maior passagem de luz e sendo mais visíveis a longas distâncias.

Mas saiba que seu uso reduz a qualidade da imagem. Por isso, deve ser usadas exclusivamente quando esse fator não é uma exigência ou quando o volume de uma lente sólida impossibilitaria seu uso.

Elas ainda podem ser estampadas ou moldadas a partir de plásticos transparentes, sendo utilizadas em diversos equipamentos.

fresnel iluminação para vídeos

Vamos aos acessórios? 

1. Rebatedor de luz

O rebatedor de luz é uma excelente ferramenta para o direcionamento e suavização da luz nas gravações.

Esse equipamento torna a luz mais natural e é bastante útil tanto para tomadas internas ou externas.

O rebatedor também é frequentemente improvisado com objetos como: placas de papelão forradas com papel alumínio, placas e papéis laminados e refletores de para-brisa, por exemplo.

Ele pode ser utilizado em outras cores além do prateado, como o dourado e até mesmo o branco e preto. Basta apenas refletir a luz.

rebatedores de luz para vídeos

2. Difusor de luz

O difusor de luz é essencial para evitar problemas com imperfeições na iluminação e sombreados indesejados.

Eles evitam a luz dura e sombras desenhadas no set. Além disso, o difusor de luz é um instrumento que também pode ser improvisado.

Assim como é adequado utilizar sombrinhas difusoras ou comprar placas próprias para cada iluminação, também é viável fabricar o seu próprio difusor de luz com tecido. Contudo, é preciso cuidado: algumas luzes podem esquentar muito, devendo-se evitar materiais inflamáveis

difusor de luz para vídeos

3. Tripés de luz

Os tripés proporcionam estabilidade e sustentação para os aparelhos fotográficos ou equipamentos de iluminação.

Muitas vezes o tripé já vem junto com seu respectivo equipamento de fotografia ou iluminação, mas nem sempre isso acontece.

Além das câmeras de fotografia e filmagem ou dos equipamentos de luz, os tripés também podem servir como suportes para se colocar o rebatedor ou difusor em uma posição desejada.

Seus tamanhos, pesos e preços variam conforme seu tipo de equipamento e formas de uso.

tripés para iluminação de vídeos

4. Gel CTO

As gelatinas de correção de luz são fabricadas com um material resistente ao calor das lâmpadas, em cores e tonalidades variadas.

Dentre as diversas graduações de tonalidade e cores, as mais utilizadas são as alaranjadas (ou CTO), que corrigem o excesso de azul.

Elas são muito utilizadas, por exemplo, para se cobrir janelas por onde entra a luz do dia, majoritariamente azulada, aproximando-a assim da luz local, geralmente incandescente e alaranjada, utilizadas em tomadas internas.

gel cto para iluminação de vídeos

Bônus

Além dos equipamentos e acessórios apresentados anteriormente, há também uma outra forma de se fazer uma luz para filmagem de qualidade e a baixos custos: a China Ball.

Essa é uma forma eficiente de iluminação, garantindo uma luz difusa, mais suave e natural no ambiente.

A principal vantagem da China Ball, assim como seu preço econômico, é a facilidade para fazê-la.

Bastando apenas uma lâmpada, soquete com tomada e uma extensão. Para aprender o passo a passo completo, leia nosso post completo e saiba como fazer a sua própria iluminação para os seus vídeos com a China Ball.

E agora, chega de literatura, vamos à prática!

Confira abaixo como fazer sua própria iluminação para vídeos utilizando recursos simples e aproveitando tanto a luz interna, quanto a externa.

Como fazer uma iluminação caseira para gravar vídeos

Logo acima você aprendeu os segredos para criar uma iluminação profissional. À partir de agora você irá aprender a criar seu próprio equipamento de iluminação. Além de ver dicas práticas do que fazer e do que não fazer na hora da filmagem.

Papel e caneta em mãos para anotar os materiais para criar seu equipamento softbox.

  • O que você vai precisar?

• Lâmpadas frias (o ideal é de 24 watts de potência)

• Folhas de papel manteiga

• Uma caixa de sapato

• Luminárias de mesa

• Fita adesiva

1. Coloque o papel manteiga em volta de toda a luminária. Isso vai fazer com que parte da luz seja neutralizada, logo, promovendo um efeito mais natural.

2. Prenda esse papel com fita adesiva, para que não haja a propagação da luz.

3. Faça o mesmo com todas as luminárias.

4. A luz principal deve estar posicionada na sua frente, prestando atenção para obter um ângulo de 45 graus, em relação à câmera. Uma dica é tirar algumas fotos para verificar qual o melhor posicionamento. Lembrando que a luz de preenchimento pode ser colocada um pouco à frente da luz principal.

5. Caso o fundo seja escuro, disponha lâmpadas coloridas em direção oposta às luzes brancas, de forma a iluminar o plano de fundo.

Não é tão difícil fazer uma iluminação caseira e o melhor, com um custo bem reduzido. Preste atenção somente à duração do vídeo, para que não haja o aquecimento do papel manteiga.

Dicas de como gravar vídeos contra a luz

Gravar vídeo contra a luz não é das técnicas mais fáceis de iluminação de um vídeo.

Porém, aplicando alguns pontos corretamento, é possível gravar vídeos desta maneira. Veja algumas dicas para gravar vídeos contra a luz:

• Ilumine a pessoa que está sendo filmada, pois a luz que está por trás funciona como uma contra-luz;

• Equilibre a captação de luz na câmera, através das opções disponíveis no aparelho, como o ajuste de foco, do ISO, da velocidade e da abertura da câmera;

• Se a fonte luminosa de luz contrária for uma TV, quando esta estiver ligada, posicione a câmera mais de lado, para não captar a luz da TV diretamente.

Desta forma, é importante conhecer como se manuseia todos os seus equipamentos, para realizar alguns ajustes, na hora de gravar vídeos contra a luz.

Dicas de como gravar usando luz natural

Outro modo de garantir uma boa iluminação em seus vídeos, é utilizar fonte natural de iluminação. Veja algumas dicas para a utilização de fontes naturais de luz, em seus vídeos.

a) Cuidado com o Sol

Gravar com a luz natural do Sol, pode ser um desafio. Isto porque, dependendo do ângulo de incidência da luz solar, ela pode ofuscar a visão da câmera, ou mesmo fazer com que uma pessoa tenha de fechar levemente o olho, para evitar a incidência dos raios do Sol.

Fatores que podem prejudicar a qualidade do vídeo e percepção do público, acerca do conteúdo.

Por isso, tome cuidado com este aspecto. Procure ângulos de filmagem aos quais a luz solar não incida diretamente, nem sobre a câmera, nem sobre a pessoa a ser gravada.

b) Trabalhe as sombras

Sob a luz direta do Sol, as sombras tendem a se tornar mais evidentes. Por isso, procure gravar seus vídeos sob a sombra de uma árvore, por exemplo, ou em dias nublados, cujo a incidência de luz solar, não seja tão forte.

Uma técnica interessante, que pode ser realizada durante a gravação, é a utilização de um rebatedor de luz. Este equipamento permite a captação e reflexão de luz solar difusa, o que permite com a que pessoa a ser gravada receba luz natural, mesmo sem a incidência de luz solar, diretamente sobre ela.

c) De olho no relógio

Quando houverem a gravação de cenas externas, utilizar a luz natural pode ser a única opção. Por isso, considere o horário da gravação, para que a iluminação não fique diferenciada de uma cena para outra.

Além disso, procure gravar em horários do nascer ou pôr-do-Sol. Isto porque, nestes momentos do dia, a luz solar incide com grau menor e de modo menos intenso.

O que permite controlar melhor o efeito das sombras e da luz solar, sobre a câmera e as pessoas a serem gravadas.

Mas não pense que para por aí! Você precisa descobrir mais sobre câmeras, microfones e cenários. Clique aqui e descubra os melhores equipamentos de gravação para seus vídeos!