VidMonsters
Por VidMonsters

Saiba como montar um negócio digital e empreender na internet

VidMonsters
Por VidMonsters

Negócio digital é todo empreendimento que faz uso de tecnologia para agregar novos valores e ideias aos modelos de negócios atualmente existentes.

Segundo o Sebrae, existem cerca de 6,4 milhões de empresas em funcionamento em todo o Brasil. Muitas destas empresas começaram ou ainda atuam como negócios digitais.

Esse tipo de empreendimento transformou a relação de consumo nos últimos anos, oferecendo novas experiências ao consumidor e diversidade de meios de pagamento. Além de contarem com diversas opções de produtos, desde os mais gerais até mercadorias de nicho.

A facilidade de se abrir um negócio digital também abriu as portas para milhares de novos empreendedores.

Quer saber mais sobre negócio digital? Então continue a leitura e descubra como montar a sua empresa e aproveitar as vantagens do mundo virtual. Vamos lá?

O que é um negócio digital?

A ideia de um negócio digital nasce da mesma forma que um negócio no mundo físico. Porém, no contexto digital, é possível aplicar inovações aos modelos de negócio.

De acordo com a empresa de consultoria Accenture, um negocio digital cria diferenciais baseados em combinações únicas de recursos digitais e físicos.

Exemplos de negócios digitais que transformaram a forma de consumo estão por toda a parte.

Como o IFood, a maior rede de distribuição de alimentos do Brasil, mas que não possui nenhum cozinheiro sequer. Ou mesmo o AirBnb, a maior rede de reservas de hospedagem do mundo, mas que não é dona de nenhum hotel ou imóvel para hospedagem.

Estes são exemplos de negócios que nasceram no mundo digital e prosperam (e muito!) nele.

E existem diversas possibilidades de sucesso com um negócio digital. Como pequenos e-commerce, serviços de consultoria ou serviços disponibilizados por meio de aplicativos.

Em um negócio digital, todos os processos e o modo de relacionamento com o cliente são feitos à distância. Esse contato pode ser feito por meio de um computador, smartphone ou qualquer aparelho com acesso à internet.

Este tipo de negócio fornece praticidade ao cliente e para a empresa. Já que agiliza o processo de venda e distribuição dos produtos. Ele também permite a existência de grandes empresas, em termos de vendas e faturamento, mas com estruturas físicas e de pessoal menores.

Além disso, criar um negócio digital é uma tarefa simples e que pode ser feita por qualquer pessoa e com pouco investimento.

Desmitificando a ideia antiga de que, para se abrir uma empresa no Brasil é preciso ter muito dinheiro e vencer um processo burocrático que demanda semanas ou mesmo meses para ser concluído.

Como montar um negócio digital?

Abrir um negócio digital é uma das melhores opções para alguém começar o seu primeiro empreendimento. É simples, barato e acessível!

Mas se você está pensando em iniciar o seu negócio digital, saiba que não poderá ficar sentado, esperando que o sucesso caia do céu.

Desde o momento da abertura do negócio, é preciso conhecer o público, o problema que ele enfrenta e como você pode resolvê-lo. Somente assim, é que o caminho do sucesso de seu novo negócio poderá ser traçado.

Para ajudar você nessa tarefa, separamos 5 passos essenciais para estruturar o seu novo negócio, desde a abertura. Veja só:

1. Encontre uma necessidade ou problema

Muita gente tem medo de iniciar seu próprio negócio por receio de não haver mais espaço para novas empresas no mercado. Não há engano maior do que este!

Ao nosso redor, existem diversos problemas que as pessoas, empresas e organizações enfrentam diariamente. E alguns destes problemas podem ser resolvidos por alguma nova solução sua, que irá evoluir para um novo negócio digital.

Por isso, se estiver procurando uma ideia de negócio, pesquise e esteja atento aos problemas ao seu redor.

Podem ser questões que incomodem seus vizinhos, que reduzam a eficiência e o faturamento de sua empresa ou mesmo algum outro tipo de serviço ou produto atual que pode ser melhorado.

O fato é que, enquanto existirem problemas no mundo, haverá alguém pensando em como resolvê-los. E é assim que muitos negócios de sucesso surgem.

2. Pesquise e compreenda o mercado

Identificou algum problema ou necessidade que você pode resolver? Então é hora de pesquisar como o mercado irá reagir ao que você propõe.

Um erro comum de muitos negócios, desde a sua concepção, é não compreenderem exatamente quais são as reais necessidades do mercado.

Por isso, estude como o mercado utiliza as soluções atuais para resolver determinado problema. Neste ponto, escute mais do que qualquer coisa. Assim, terá uma importante fonte de inspiração para desenvolver o seu novo produto ou serviço.

O que nos leva ao próximo passo.

3. Desenvolva algo que o mercado precise

Você pode ter compreendido bem o problema que quer resolver. Entretanto, precisa conhecer o mercado para oferecer uma solução adequada.

Para se ter uma ideia de como isto é importante, segundo a CB Insights, 42% das startups dos EUA fecham as portas por terem desenvolvido um produto que o mercado não precisa.

Por isso, antes de lançar o seu produto no mercado, avalie as suas pesquisas de mercado e compreensão de comportamento do consumidor.

Com isso, você terá uma maior assertividade sobre o que poderá oferecer e mesmo o quanto poderá cobrar por este novo produto ou serviço, E esse é o primeiro passo para criar um plano de negócios.

4. Trace os seus objetivos e metas

Encontrou o produto ideal a ser desenvolvido e o mercado ideal para ele? Ótimo! É hora de colocar a mão na massa.

Mas, para fazer um bom trabalho, é preciso saber aonde se quer chegar.

Por isso, trace metas e objetivos para o seu negócio digital. Podem ser metas que vão desde o desenvolvimento do novo produto ou serviço, até o prazo para início e término deste processo.

Também é interessante traçar metas de clientes e faturamento ao final de um certo período (mês, trimestre, semestre ou ano).

5. Construa a autoridade da marca

Seu produto ou serviço ainda não está pronto. Mas isso não é desculpa para não começar a trabalhar a divulgação.

Um dos passos mais saudáveis a ser dado mesmo antes de o produto chegar ao mercado é iniciar a construção e divulgação de marca.

Você poderá aproveitar para utilizar gatilhos mentais para promover a ideia do seu produto junto ao público. Procure provocar sensações, como a escassez e a exclusividade que a sua marca levará ao mercado.

Assim, você aumenta expectativa e o alcance inicial de seu novo produto ou serviço quando ele chegar ao consumidor.

E as questões burocráticas?

Outro ponto muito importante a ser observado ao abrir um negócio digital são questões burocráticas. Elas incluem o registro da empresa e acertos tributários.

Felizmente, a burocracia para abrir um negócio digital é bem menor do que para um negócio físico. Mesmo assim, existem alguns detalhes que precisam ser observados.

Para você não se confundir, separamos alguns pontos que merecem a sua atenção.

a) Defina o regime tributário

Um dos pontos que mais causam confusão nos empreendedores digitais brasileiros é qual regime tributário adotar.

No Brasil, existem dois regimes tributários muito utilizados por empresas que estão iniciando suas operações.

No regime de Microempreendedor Individual, ou MEI, seu negócio digital poderá ter faturamento de até R$ 81 mil por ano, ou R$ 6.750 por mês.

Sem a incidência de muitos impostos e taxas, o MEI acaba sendo o regime tributário ideal para pequenos negócios digitais.

Já para empresa cujo faturamento esteja entre R$ 81 mil e 4,8 milhões anuais, o regime a ser adotado é o Simples Nacional. Aqui, o auxíl io de um contador será necessário, já que é um processo mais complicado do que a abertura de um MEI.

Existem outros regimes, para empresas com faturamento superior a R$ 4,8 milhões por ano. Mas, quando a sua empresa chegar neste ponto, certamente já contará com o auxílio de um exército de contadores e advogados.

b) Tenha um contador desde o início

Uma dica valiosa para quando for começar o seu negócio digital é contar com um contador desde o início.

Se for iniciar no regime de MEI, o contador poderá ser apenas um auxiliar. Ele irá assegurar que a empresa está recolhendo os impostos devidos e ainda se enquadra neste regime tributário.

Já se começar a operar como Simples Nacional, o contador, além de importante, é necessário, já que ele é quem irá conduzir o complexo processo de abertura da empresa.

c) Faça a abertura formal da empresa

O próximo passo é abrir a empresa em si. É aqui que a pessoa jurídica ganha forma e o CNPJ da sua empresa é gerado.

Este é um processo que varia conforme o regime tributário. Para quem for iniciar como MEI, este é um processo simples, que pode ser feito na internet, através do Portal do Empreendedor.

Já para quem for começar pelo Simples Nacional, o processo é mais complicado e exige a presença de um contador e até mesmo de um advogado para a gera o contrato social.

Agora que você já sabe o que é e como abrir um negócio digital, está na hora de começar a faturar. Mas como fazer isso? Não se preocupe, descubra como vender pela internet e lucrar no mundo virtual.