Autor convidado
Por Autor convidado

Entenda de uma vez por todas qual é o perfil do profissional freelancer

Autor convidado
Por Autor convidado

Você está no modo “em busca de emprego” há vários meses e sem nenhuma oferta à vista?

Agora pode ser uma boa hora de reformular seus objetivos e dar ao freelancing uma chance.

Em décadas passadas, os freelancers eram vistos como sendo mal pagos, com menos segurança no emprego e pouco respeitados no mercado.

Tudo isso está mudando.

A maneira como os trabalhadores autônomos ganham a vida mudou drasticamente na última década e já se tornou comum a figura do nômade digital que vive de freelas.

Ao longo de 2018, espera-se que a demanda por trabalhos de freelas aumente 20%. E a expectativa é de que esse número continue aumentando nos próximos anos.

Mas qual é, exatamente, o perfil do profissional freelancer? Será que essa vida é mesmo para qualquer um?

Continue lendo e entenda de uma vez por todas o que é preciso para se lançar nessa jornada!

Então, o que é ser freelancer?

Um freelancer é um trabalhador independente que vende seus serviços, geralmente para empresas e muitas vezes para vários clientes ao mesmo tempo.

Quase todo tipo de serviço necessário para a maioria das empresas pode ser fornecido por um freelancer, incluindo marketing, publicidade, suporte tecnológico, como trabalhos criativos como design gráfico e suporte financeiro, como a contabilidade.

É por isso que, cada dia mais, vemos empresas optando por esse tipo de profissional e, mais importante, profissionais optando por esse caminho.

Mas quais são hoje as principais áreas de trabalho para um freelancer? Vamos dar uma olhada em algumas delas.

Quais são as principais áreas de trabalho freelancer?

Como falamos, quase toda atividade dentro de uma empresa pode ser realizada por um freelancer.

Mas isso não quer dizer que todas as áreas oferecem boas oportunidades para se tornar um freelancer.

Atualmente, existem alguns nichos de negócios que estão crescendo para quem quer começar a empreitada de ser seu próprio chefe.

A pesquisa Mercado Freelancer, realizada pela Rock Content em parceria com a 99Jobs, buscou descobrir quais são as áreas mais procuradas pelos profissionais.

E para que você saiba também quais são elas, abaixo fizemos uma lista com as que ficaram nos 5 primeiros lugares e que o freelancer de cada uma dessas áreas faz:

1° Marketing Digital

Em primeiro lugar, temos o Marketing Digital, com 28,33% dos respondentes da pesquisa dizendo trabalhar nessa área.

O Marketing Digital não é mais novidade: empresas de todos os segmentos já entenderam que para realmente atingir seus clientes hoje, elas precisam falar a língua deles.

O freelancer nessa área, portanto, trabalha com criação de conteúdo, como blogposts e e-books, planejamento de pautas para os conteúdos e revisão de textos. Gosta de escrever e planejar? Essa é a área certa!

2 ° Design e Criação

Quem manja de design também tem boas oportunidades no mercado de freelancing. Foram 27,82% dos entrevistados que dizem trabalhar nessa área.

Aqui, basicamente, o freelancer trabalha criando peças publicitárias e diagramando conteúdos, como os e-books e infográficos produzidos pelo pessoal do Marketing Digital.

3° Mídias Sociais

As Mídias Sociais apareceram como resposta entre 24,77% dos entrevistados. Assim como o Design, essa área está bem ligada ao Marketing Digital.

Quem trabalha com a gestão de Mídias Sociais cuida da estratégia de marketing de uma empresa nas redes como Facebook, Instagram e Twitter.

Além de gostar de internet, o profissional deve entender bem sobre como funcionam os diferentes níveis de engajamento nesses websites.

4° Audiovisual

O Audiovisual ficou em 4° lugar, com 9,39% das respostas. Apesar do número pequeno, essa colocação freelancer é mais antiga até que o Marketing Digital.

Profissionais do Audiovisual geralmente trabalham de forma independente, produzindo vídeos e conteúdos visuais para as mais diversas finalidades — publicidade, conteúdos institucionais, treinamentos corporativos, entre outros.

5° SEO

Por último — mas sem dúvidas muito importante, especialmente para quem trabalha com Marketing Digital, o SEO teve 8,46% das respostas.

SEO é um acrônimo para Search Engine Optimization, e diz respeito às técnicas para fazer com conteúdos, blogs e websites apareceram na busca do Google nas pesquisas mais relevantes para uma empresa.

Para trabalhar com SEO é preciso estar sempre de olho nas mudanças do algoritmo do Google, saber pesquisar palavras-chave e ser um bom revisor de conteúdo.

Quais os desafios da vida de freelancer?

Ser seu próprio chefe, ter horários flexíveis e poder trabalhar de qualquer lugar são, sem dúvidas, ótimas vantagens.

Mas, como já diziam nossas avós, tudo tem seu lado bom e ruim.

Ser freelancer também pode apresentar muitos desafios e responsabilidades.

E o primeiro passo para não deixá-los atrapalhar sua carreira, é conhecer quais são eles. Veja os principais abaixo:

Manter o foco

A evolução tecnológica trouxe muitos benefícios para a nossa vida, mas também alguns desafios. Manter o foco com tanta coisa clamando por nossa atenção pode ser difícil, especialmente se você não tem um local próprio para trabalhar.

Cumprir seu horário

Não ter horário definido não significa que você não precisa seguir um. Muitos freelancers se perdem em suas horas de trabalho e possuem dificuldade de programar quando devem trabalhar.

Cuidar das finanças

Ser freelancer significa cuidar do seu próprio dinheiro. Você não terá remuneração garantida, pelo contrário, ela dependerá do tanto que você trabalha. Se por um lado isso te dá autonomia, por outro significa ter que ligar com matemática um mínimo todos os meses.

Achar clientes

Encontrar os primeiros trabalhos pode ser um desafio que desanima muitos freelancers. Contudo, existem alguns caminhos que podem facilitar essa jornada.

Conciliar seus descansos

Nenhum ser-humano vive só de trabalho, é preciso descansar! Você não terá férias remuneradas, mas isso não quer dizer que não poderá tirar períodos para a descanso. Inclusive, você deve! É importante se programar para conciliar seus períodos longe do trabalho e não o deixar te consumir.

Como fazer para superá-los?

O grande ponto de trabalhar como freela é que você — e somente você — é responsável pela sua renda.

Como então você pode superar esses desafios e ser mais produtivo?

É exatamente isso que te ensinamos abaixo:

1. Use a técnica Pomodoro

Veja como funciona a técnica Pomodoro: você trabalha por 25 minutos sem distrações, descansa por 5 minutos e depois de 4 sessões, você pode ter uma pausa maior, de 30 minutos.

A psicologia por trás da técnica é o foco único. Ela ajuda você a parar de se distrair indo ao Facebook ou abrindo o YouTube.

O tempo está passando e você precisa se concentrar por apenas 25 minutos. Após 4 sessões, você terá uma pausa maior para fazer o que quiser.

Existem muitos aplicativos móveis projetados para ajudá-lo a aplicá-lo. Você também pode usar um temporizador em seu celular ou notebook.

O importante é contar o tempo e obedecer às regras.

2. Use listas de verificação

Outra maneira simples de aumentar sua produtividade é ter uma lista de verificação.

Isso evita que você esqueça qualquer passo ao longo do caminho. Perder um passo pode fazer você perder mais tempo para consertá-lo.

Então, quando você está trabalhando em um projeto, em vez de pensar no que fazer a seguir, abra a lista de verificação e comece a marcar as tarefas.

Lisa Mallis, uma treinadora e palestrante que ensina empresas como aumentar a produtividade, informou que cortou o tempo que usou para escrever um post ao meio apenas seguindo uma lista de verificação.

Então comece a criar listas de verificação para todas as tarefas repetitivas que você tem.

3. Agrupe tarefas semelhantes

Como freelancer, você faz muitas coisas para concluir o trabalho no final do dia. Se você é um escritor, precisa encontrar ideias para postar no blog, escrever, editar e adicionar imagens para ter um post completo.

Agrupar tarefas semelhantes é uma ótima maneira de aumentar sua produtividade. Em vez de trabalhar em uma postagem por vez, trabalhe em várias postagens juntas.

Faça toda a pesquisa uma vez para coletar ideias de postagens suficientes para as próximas semanas.

Descreva várias ideias de uma só vez. Quando você escreve, conclua várias postagens sem editá-las. Em seguida, edite-as depois, em um outro dia.

4. Medite para aumentar seu foco

A meditação é importante para aumentar seu foco. Quase todas as pessoas de sucesso fazem um tipo de exercício de meditação em sua vida.

As pessoas que meditam têm maior foco e suas mentes vagam muito pouco em comparação com aquelas que não meditam.

Uma ótima maneira de começar é baixar um aplicativo voltado para meditação no seu celular, como o Sattva, e manter a disciplina!

5. Planeje seu tempo de intervalo

Outra maneira de diminuir as distrações é planejar seu tempo de intervalo. Mais especificamente, planeje quando você vai fazer suas pausas e o que vai fazer durante elas.

Isso ajudará você a parar de abrir o Facebook enquanto trabalha, pois sabe que há uma pausa, então você não sentirá a necessidade de fazê-lo enquanto estiver trabalhando.

Combinar essa estratégia com a técnica Pomodoro pode ser algo muito poderoso e ajudar você a eliminar completamente as distrações.

Então, no começo do dia, planeje em que horas você fará suas pausas e como vai gastar essas pausas.

Não tente planejar todos os intervalos até o minuto exato, porque ocasionalmente você pode querer gastar um pouco mais de tempo em algo durante o intervalo, como assistir a um novo episódio de uma série de TV, por exemplo.

Será que a vida de freela é para você?

Começar sua vida como freelancer pode ser um desafio, mas é certamente um com muitas recompensas!

Conheça mais sobre a Comunidade Rock Content e aproveite para fazer nosso quizz para descobrir se a carreira freelancer é para você.