VidMonsters
Por VidMonsters

O que é como fazer o planejamento estratégico do seu negócio

VidMonsters
Por VidMonsters

Realizar o planejamento estratégico é uma das tarefas fundamentais para qualquer empresa. É a partir dele que um negócio terá uma direção definida, com metas e objetivos igualmente traçados.

Entretanto, muitos empreendedores pensam que o planejamento estratégico é algo restrito às grandes empresas, com equipes robustas e orçamentos maiores.

Essa visão não poderia estar mais equivocada. Afinal, mesmo para as empresas menores ou que estão começando, planejar o caminho a ser seguido é fundamental para o sucesso.

Por isso, neste artigo você vai aprender sobre a importância do planejamento estratégico e quais os passos necessários para elaborar um plano para o seu negócio. Vamos nessa?

O que é planejamento estratégico

O planejamento estratégico é o processo no qual uma empresa define a alocação de recursos, seja no próximo trimestre, semestre, ano, ou qualquer outro período.

Neste processo, além da alocação de recursos, as empresas também deliberam sobre as metas que serão perseguidas durante o período. Bem como quais serão os esforços e ações adotadas para que estas metas sejam alcançadas.

Ele se insere junto a dois outros blocos de planejamento de uma empresa. Eles são, além do Planejamento Estratégico, o Planejamento Tático e o Planejamento Operacional.

O Planejamento Tático está diretamente ligado à gerência de uma empresa, com enfoque nas ações de médio prazo. Ele é feito partir da definição das principais funções dos diversos departamentos da empresa.

O Planejamento Operacional, por sua vez, é mais voltado ao nível de supervisores, dentro da estrutura de uma empresa. E, como o próprio nome sugere, está ligado à definição das ações mais rotineiras e de curto prazo.

Já o Planejamento Estratégico está mais associado a alta administração de uma empresa. Seu enfoque são as ações de longo prazo e os objetivos gerais que irão conduzir o negócio.

O planejamento estratégico de uma empresa passa pelas seguintes definições:

  • Qual a nossa visão e porque a nossa solução é relevante para o mercado?
  • Aonde queremos chegar ao final deste período?
  • Quais serão os atores envolvidos e quais os papeis que cada um terá para que a empresa alcance os objetivos?
  • Como o mercado está se desenvolvendo? O que a empresa precisa estar atenta quanto à evolução dos concorrentes?
  • Quais são os insumos, externos ou internos, necessários para a execução do planejamento?

Importância do planejamento estratégico

“Uma empresa sem estratégia é como um avião voando sem rumo em plena tempestade, indo para cima e para baixo, entre relâmpagos. Se os relâmpagos ou os ventos não os destruírem, simplesmente ficarão sem combustível.”

Esta frase é do importante autor norte-americano Alvin Toffler, em seu livro A Terceira Onda, de 1980, e exemplifica porque o planejamento estratégico é importante para uma empresa.

Sem um planejamento estratégico empresarial, nenhum negócio conseguirá se orientar para alcançar as metas traçadas. Afinal, o processo é mais do que apenas traçar metas e aguardar que a empresa chegue até elas.

O planejamento estratégico é o processo que irá conectar a equipe ao propósito da empresa. E, assim, fazer com que todos se sintam parte de um processo mais amplo.

Além disso, ao ter um planejamento estratégico bem trabalhado, qualquer empresa estará bem melhor situada sobre a sua posição no mercado. Dessa maneira, pode em frente com o plano de negócios.

O que a diferencia dos concorrentes e, portanto, precisa ser mantido? Quais são os pontos nos quais os concorrentes levam vantagem? O que a empresa precisa fazer, para se sobrepor no mercado?

Estas e outras perguntas são respondidas facilmente por empresas que já realizaram o seu planejamento estratégico.

Etapas do planejamento estratégico

Como você pode ver acima, o planejamento estratégico é um excelente auxiliar para qualquer negócio. E alguns números demonstram a importância dele.

Em empresas com planejamento estratégico definido, 86% das equipes de executivos gastam ao menos uma hora a menos, em reuniões de discussões estratégicas, de acordo com pesquisas realizadas pela OnStategy no mercado dos EUA.

Se você quer esta realidade também em sua empresa, siga as etapas que listamos abaixo:

1. Determine e avalie a posição atual de sua empresa

Para começar a planejar o futuro, é preciso saber em qual lugar a sua empresa está no presente. Assim, a primeira etapa de um planejamento estratégico é a determinação de qual o atual posicionamento de mercado da empresa.

Nesta etapa, também é hora de revisar a missão e a visão da empresa, de modo a orientar você e a sua equipe quanto ao que poderá ser encarado como sucesso, em sua empresa.

É preciso também conhecer o mercado, avaliando o comportamento dos concorrentes e quais as vantagens e fraquezas de sua empresa, perante eles.

Para isso, uma excelente ferramenta é a Análise SWOT, ou FOFA, como também é conhecida por aqui. Falaremos mais sobre a Análise SWOT mais a frente.Mas, é a partir dela que a sua empresa poderá ter mais claramente uma visão sobre qual é o seu posicionamento no mercado.

2. Pense e desenvolva a estratégia

Após identificar qual a sua posição no mercado, fazendo uma análise interna e também uma análise de seus concorrentes, identificando quais as oportunidades que o mercado apresenta, é hora de planejar o futuro.

Nesta etapa, o planejamento estratégico precisa estar sem sintonia com a missão e a visão da empresa, de forma que o plano não fuja daquilo que a empresa é e qual o valor ela quer transmitir para o cliente.

No desenvolvimento do planejamento estratégico, pense nas seguintes questões:

  • Qual das ações terá maior impacto em atender os objetivos traçados, à medida que melhora o posicionamento de mercado dela?
  • Qual é o grande impacto que queremos causar? (Por exemplo, gerar mais vendas ou aumentar a base de clientes)
  • Como os competidores da sua empresa irão reagir?
  • Quais são as ações mais urgentes a serem feitas?
  • Como você irá medir e acompanhar a evolução da sua empresa para determinar que os objetivos estão sendo alcançados?

3. Construa o plano

Com o planejamento estratégico desenvolvido, é hora de preparar o terreno de sua empresa para a implementação dele.

Para isso, procure documentar o planejamento e divulgá-lo entre a sua equipe. Faça com que esta documentação seja a mais clara e objetiva possível. Assim, todos da equipe poderão saber qual é exatamente a sua função para atingir o objetivo planejado.

4. Gerencie os projetos

A etapa final é, na verdade, contínua após a implementação inicial do planejamento. Um planejamento estratégico não é um processo estático e imutável. Mesmo após ter sido implementado, ele pode ser revisado e alterado, quando necessário.

Por isso, avalie as métricas definidas, para verificar se a empresa está seguindo no rumo correto do sucesso.

Eventuais mudanças pontuais podem ser necessárias durante o processo. Porém, quando se tem um rumo definido, mudar pequenos passos da trajetória é menos traumático.

Ferramentas de planejamento estratégico

Para a construção das etapas de um planejamento estratégico, algumas ferramentas podem ser muito úteis.

A seguir, você vai conhecer mais sobre estas ferramentas e como poderá utilizá-las, na elaboração do planejamento estratégico de sua empresa.

a) Análise SWOT

A Análise SWOT, também conhecida como Análise FOFA, permite que você se aprofunde o conhecimento sobre a sua própria empresa e como ela se posiciona no mercado.

O nome da análise vem de:

  • Strengths (Forças): Aspectos internos de uma empresa, que podem ser considerados pontos fortes e ajudam a ela se destacar dos concorrentes;
  • Weakness (Fraquezas): Aspectos internos que apontam os pontos fracos de uma empresa e que precisam ser trabalhados e superados;
  • Opportunities (Oportunidades): Fatores externos que apontam eventuais mudanças ou padrões de comportamento previsíveis e que se apresentarão como oportunidades de mercado;
  • Threats (Ameaças): Fatores externos que apontam, assim como as oportunidades, eventuais mudanças ou padrões de comportamento previsíveis. Entretanto, neste caso se apresentarão como ameaças de mercado para a empresa;

Com a realização de uma Análise SWOT, sua empresa terá um autoconhecimento muito mais aprofundado, podendo saber o que realmente precisa fazer, para avançar no mercado.

b) Análise 360º de oportunidades de negócio

A Análise 360º é uma ferramenta utilizada pelas empresas para verificar se determinada ideia é viável, ou não, do ponto de vista do retorno financeiro.

Ela auxilia as empresas a compreenderem o tamanho do mercado, se a inovação proposta é de fato útil ao cliente e se será lucrativa.

A Análise 360º é indicada para empreendedores que visam avaliar as melhores oportunidades de negócio. Essa estratégia oferece um guia sobre os aspectos internos e externos que cercam esta oportunidade.

Para realizar uma Análise 360%, utilize a ferramenta gratuita disponibilizada pelo Sebrae, que explica como fazer e como avaliar os resultados.

c) Matriz BCG

A Matriz BCG foi desenvolvida pelo Boston Consulting Group (daí o nome). Ela é aplicada em empresas que visam avaliar o quanto os produtos dela são rentáveis junto ao mercado.

Ela é útil para quem deseja avaliar e melhorar a oferta de produtos ou serviços de sua própria empresa. Além disso, também permite verificar quais produtos geram mais retorno com menor esforço.

A Matriz é indica para empresas que já possuam uma carteira de produtos e clientes estabelecida e que desejam avaliar o ciclo de vida de seu produto.

Para verificar a Matriz BCG de seu negócio, utilize a ferramenta gratuita disponibilizada pelo Sebrae, que explica como fazer e como avaliar os resultados.

d) 5 Forças de Porter

A análise das 5 Forças de Porter permite que uma empresa reflita sobre o nível de sua concorrência, avaliando quais produtos no mercado podem ser substitutos diretos.

Permite avaliar, ainda, qual o poder de barganha de fornecedores e clientes. Além disso, permite identificar quais estratégias podem evitar a entrada de novos concorrentes no mercado.

É uma análise indicada para empresas que queriam determinar o nível de competitividade de seu mercado e como se posicionar melhor, permitindo uma visão mais abrangente da concorrência.

Para realizar a análise das 5 Forças de Porter de seu negócio, utilize a ferramenta gratuita disponibilizada pelo Sebrae, que explica como fazer e como avaliar os resultados.

Colocando o planejamento em prática

Com o planejamento estratégico desenvolvido, é hora de coloca-lo em prática na sua empresa. Para isso:

  • Crie um mapa de execução, que irá delimitar quais
  • Tenha métricas financeiras delimitadas, que irão indicar qual o investimento a empresa poderá realizar e qual o retorno desejado;
  • Deixe todos alinhados com o plano. Seja a sua empresa de qual tamanho for, é importante que todos estejam sintonizados com o planejamento estratégico;
  • Determine responsáveis por cada etapa, para evitar retrabalho ou mesmo confusão quanto ao que cada equipe deve realizar;
  • Priorize também as melhorias operacionais, afinal, é lá que o trabalho duro irá ocorrer. Por isso, a máquina precisa estar preparada, para que os objetivos sejam alcançados;
  • Monitore a estratégia periodicamente, avaliando eventuais mudanças necessárias ao longo do trajeto, para que a empresa não saia do caminho desejado;
  • Adapte o que for necessário, de modo que a sua empresa possa seguir com o planejamento estratégico definido, mesmo diante das dificuldades que por ventura venham a aparecer.