Loading Posts...

Enfim chegou o tão esperado dia do seu primeiro webinar! Está tudo pronto, a audiência já está esperando o início da transmissão e é só começar. No entanto, mesmo nessa hora, problemas podem acontecer.

Só quem ainda não fez um webinar, nunca enfrentou surpresas desagradáveis na hora da transmissão. Elas podem acontecer por diversos problemas, como falhas técnicas, falta de suporte ou mesmo pouca robustez da plataforma escolhida. Enfim, os motivos podem ser inúmeros.

Muitos empreendedores digitais utilizam os webinários como ponto focal de vendas, usando-os como estratégia fundamental para a estratégia de marketing digital de suas empresas.

Por isso, é importante sempre estarmos atentos, na hora de escolher a melhor plataforma para webinar.

Neste artigo, falaremos sobre este tema. Vamos ajudá-lo a compreender, de forma mais técnica, o que está por trás de uma plataforma para webinar e quais os cuidados ao escolher uma, para ter sucesso na transmissão. Confira!

Posso fazer um webinar em qualquer plataforma de transmissão ao vivo?

Quando falamos de uma plataforma para webinar, geralmente pensamos em transmissão realizadas nas redes sociais, como YouTube, Facebook e Instagram, que são os meios mais comuns para este tipo de transmissão.

No entanto, cada plataforma tem as suas características próprias. Mesmo as redes sociais. Sendo que as redes sociais são mais indicadas para estratégias mais pontuais e flexíveis.

Falando das características das três principais redes sociais, no YouTube, será possível agendar a transmissão e a plataforma ainda conta com KPIs (Indicadores Chave de Perfomance) para avaliação dos resultados obtidos com a transmissão.

Também é possível a adição de cartões, que irão redirecionar o público para um site externo. Uma ótima ferramenta para o CTA (Call to action) de seu conteúdo.

Já no Facebook, a plataforma permite definir o público, por meio de listas, além da possibilidade de interagir com ele, através dos comentários.

Pelo Facebook, também é possível programar a realização de uma transmissão ao vivo e ainda existem as ferramentas de acompanhamento das métricas de desempenho.

Por fim, o Instagram, a rede social que vêm crescendo na transmissão de vídeos ao vivo. Na rede social, há uma importante funcionalidade, a de poder salvar e compartilhar o vídeo do webinar, após o fim da transmissão ao vivo, nas Stories.

De maneira geral, podem-se usar plataformas de transmissão ao vivo, como as que citamos acima.

No entanto, a escolha da plataforma para webinar irá depender de seus objetivo e de qual nível de interação e flexibilidade, você irá necessitar.

O fundamental é avaliar os recursos que compõe a plataforma, seja ela uma rede social ou não.

Avalie quais são as possibilidades que a plataforma disponibiliza, para interação com o público e acompanhamento de métricas. Avalie também, qual é o histórico da plataforma para webinar, em relação à quedas durante a transmissão.

Estes são fatores fundamentais que devem ser avaliados, no momento de realizar esta escolha.

Funcionalidades indispensáveis de uma boa plataforma para webinar 

Mas, quais são, afinal, os recursos fundamentais por trás de uma plataforma para webinar e que dão o suporte necessário para a interação e conversões de clientes?

Separamos alguns itens importantes, aos quais você deve avaliar, quando for escolher a plataforma para webinar.

Segurança de dados

É fundamental estar atento à segurança dos dados. Tanto os seus, quanto os de quem está assistindo ao webinar. E a plataforma deve ter garantias contra acessos indevidos e roubo de dados.

Problemas com segurança podem comprometer muito o seu relacionamento com os clientes.

Por isso, procure avaliar quais são as ferramentas de segurança da plataforma para webinar e se há algum histórico de problemas.

Segurança de servidor

Um dos grandes medos que se tem, na hora da transmissão de um webinar, são as falhas no envio, que podem fazer você “ficar do ar”.

Imagine isso acontecendo com você, em uma transmissão com uma grande audiência. Nessa hora, sua audiência e seu consequente engajamento irão despencar. Mesmo que você tente redirecionar para outra plataforma, boa parte da sua audiência não irá voltar.

Por isso, para não perder sua audiência, é fundamental se atentar à segurança do servidor que a plataforma para webinar dispõe.

Avalie qual a capacidade de público da plataforma e, caso a sua expectativa de audiência supere a capacidade máxima, programe-se com antecedência para realizar o webinar, em outra plataforma.

Chat integrado (leve e rápido)

O chat é outra funcionalidade indispensável. É através dele que haverá a interação sua, com a sua audiência. Por isso, é fundamental que o chat já venha integrado na plataforma para webinar, pois evitará muito trabalho extra, para quem organiza a transmissão.

Além disso, é preciso avaliar bem como funciona o chat integrado. Veja se ele tem facilidade de uso e que não comprometa a comunicação, de ambas as partes.

Os problemas com os chats acontecem, em geral, porque conforme as pessoas vão o utilizando, eles acabam sobrecarregando a aba do navegador, até travar.

As melhores plataformas para webinar deixam esse trabalho na mão dos mesmos servidores robustos, que mencionamos ali em cima. Deixando a página sempre leve e com baixo consumo de memória.

Landing page

É preciso caprichar, para garantir a presença do usuário que se inscreveu para o webinar. Com um visual limpo e sem distrações, a landing page funcionará como um convite para o webinar.

É através dela que os seus espectadores irão ter acesso a proposta de seu webinar e irão se cadastrar, para ter acesso a ele.

Por isso, uma boa plataforma para webinar deve ter a disponibilidade de uma URL de uma landing page exclusiva, para que o realizador a encaminhe com antecedências, aos participantes.

Desta forma, eles poderão se inscrever para assistirem ao webinar e ainda poderão ser relembrados, quando a data da transmissão chegar.

Espelhamento nas redes sociais

O espelhamento da transmissão, trata-se da possibilidade de retransmitir o webinar, simultaneamente, em redes sociais.

Realizando este espelhamento, você poderá começar a promover o seu webinar nas redes sociais, tendo acesso a um potencial de público ainda maior.

Gravação e armazenamento do arquivo de vídeo

Avalie se, ao finalizar a transmissão do webinar, a plataforma permite gravar aquele arquivo e torná-lo um vídeo, ao qual a empresa poderá disponibilizar para quem não o assistiu ao vivo.

Estúdio nativo e/ou integração com OBS

O OBS (Open Broadcaster Software) é uma ferramenta indispensável na produção de conteúdos em vídeo. Ele permite que o transmissor faça edições em tempo real, de modo simples e intuitivo.

Muitas vezes o empreendedor pode precisar ou querer usar outros recursos durante o webinar, como por exemplo: mais de uma câmera ou microfone, compartilhamento de tela, passar slides para a audiência, entre outros.

Tudo isso só é possível se a plataforma possuir um estúdio de vídeo próprio, que facilitará e flexibilizará a realização do webinar.

Ou, caso não possua uma nativa, outra possibilidade é a utilização da ferramenta de OBS integrada. Algo que a plataforma deve permitir.

Gatilhos de conversão e CTAs

A estratégia de webinar serve para: atrair, engajar e converter leads e clientes. E, na hora do show, todo recurso disponível para ajudar nessa missão é fundamental.

É o caso dos gatilhos de conversão.

Os gatilhos são botões, formulários de conversão, formulários de pagamento com cartão de crédito ou boleto, timer de escassez e outros dispositivos, que podem ser inseridos dentro do vídeo do webinar para facilitar e aumentar os resultados.

Com estes gatilhos, as pessoas tendem a se engajar com o conteúdo webinar e se envolvem de tal modo, que irão querer a aproveitar a oportunidade de se relacionarem ainda mais, com a empresa que produziu o conteúdo.

Redação VidMonsters

Loucos por marketing e vídeos!