VidMonsters
Por VidMonsters

Psicologia das cores: conceito e aplicabilidade no marketing digital

VidMonsters
Por VidMonsters

A Psicologia das Cores é um conhecimento que ganha cada vez mais evidência no universo do marketing digital.

Mas isto não é algo novo. Desde os primeiros momentos da publicidade, as cores são utilizadas para causar sentimentos e impressões no público. O que somente avançou com a tecnologia, desde a impressão à cores, até, anos mais tarde, a invenção da televisão a cores.

Hoje, com o avanço do marketing digital, as cores atuam como fatores auxiliares na persuasão dos clientes. Desde que, claro, utilizadas com bom senso e lado a lado com a construção do conteúdo e da mensagem que a empresa quer passar.

Neste artigo, conheça o conceito da Psicologia das Cores. Entenda como surgiu este conhecimento e quais as aplicações dele, quando trabalhado em conjunto ao marketing digital. Confira!

Psicologia das cores: o que está por trás desse conceito 

Já no século XVII, pesquisadores da área da Psicologia começaram a questionar qual era o estímulo das cores e qual a sensação que elas transmitiam para as pessoas.

O primeiro deles foi Johann Wolfgang von Goethe, um famoso escritor alemão, que abordou as cores pelo seu lado psíquico. Então, surgiu a necessidade de entender como o cérebro processa as cores existentes.

O resultado destes conhecimento avançou para o que conhecemos como a “Psicologia das Cores”, que alia fundamentos da Psicologia e a Teria das Cores.

O primeiro estudo formalizado deste conhecimento foi descrito no livro “A Psicologia das Cores – Comos as Cores Afetam a Emoção e a Razão”, da escritora alemã Eva Heller.

Com este estudo, foi possível sistematizar algumas descobertas, tais como, as influências que as cores exercem, em algumas percepções humanas. Sendo elas: emoção, dimensão, peso, temperatura, iluminação, recordação e simbolismo.

Psicologia das cores no marketing: como as estratégias se relacionam

Com certeza, você já ouviu falar em neuromarketing. Que é a junção da áreas do conhecimento da neurociência e do marketing.

A prática é focada em compreender o que leva o consumidor a escolher por determinados produtos e ser embaixador de uma marca.

“A cor representa 85% da razão pela qual você comprou um produto específico”. Esta frase é do especialista em marketing digital, Neil Patel. E demonstra como a associação da Psicologia das Cores e o marketing digital mudou a percepção e aplicação de algumas estratégias.

Considerando a influência das cores no indivíduo, as empresas passaram a buscar os conhecimentos da psicologia das cores, associados aos de neuromarketing, para identificar quais cores são as que melhor se adaptaram na estratégia de venda do produto. Ou seja, usar as cores para persuadir o consumidor na tomada de decisões.

As cores também possuem seu papel nos testes A/B, com as empresas alternando cores, para identificar quais possuem melhores resultados e quais possuem os piores, em termos de retorno dos clientes.

Por isso, o uso correto das cores não pode ser ignorado por nenhuma empresa, em sua estratégia de marketing digital. Dado que este é um aspecto que os clientes irão perceber e pelo qual serão influenciados.

O significado das cores no marketing

Sabendo que as cores influenciam a percepção do indivíduo e, por isto, tem sido alvo de interesse dos profissionais de marketing, na construção de suas estratégias, é preciso, então, entender o simbolismo delas, de acordo com a Psicologia das Cores.

Um dado que reforça a importância das cores no marketing, foi levantado pelo pesquisador Satyendra Singh, da Universidade de Winnipeg, que ao pesquisar o comportamento de consumidores, descobriu que 90% das decisões de compras estão relacionadas com a influência das cores.

Assim, para aumentar a possibilidade de sucesso da sua campanha de marketing digital, é preciso entender o significado de cada cor.

Vermelho 

Esta cor está geralmente relacionada a fome. Portanto, propícia para o campanhas direcionada para venda de alimentos por estimular o apetite.

É também uma excelente escolha para chamar atenção para campanhas promocionais, passando a ideia de urgência.

psicologia das cores vermelho

Laranja

Laranja é energia. Portanto usar esta cor em campanhas irá despertar o interesse dos consumidores. É ideal para call to actions e gatilhos mentais, como “Compre Agora”.

O interessante é que o laranja deriva do mix entre o vermelho e o amarelo, entretanto é menos agressivo e mais persuasivo.

Amarelo

Assim como o vermelho, o amarelo também está relacionado a comida. Pense na famosa marca da McDonald’s, quais são as cores dominantes da marca? Sim, vermelho e o amarelo.

O uso isolado do amarelo no marketing ocorre nos CTAs, como os botões de chamada para a ação em landing pages. Quando utilizado em sites e apresentações, o amarelo ainda transmite a sensação de transparência.

psicologia das cores

Verde

Referencialmente ligado à natureza e ao conceito de ecofriendly, o verde também pode ser traduzido para as áreas relacionadas à saúde, tranquilidade e riqueza.

O verde também atua para relaxar os clientes nos ambientes e, no mundo dos negócios, representa as ideias de coerência, solidez e segurança.

psicologia das cores verde

Azul

É preciso atentar-se para as diferenças no tons de azul que serão trabalhados. Os tons claros passam a sensação de frescor e pureza inspirando confiança, sucesso e liderança. Já os tons mais escuros de azul transmitem a mensagem de poder e segurança.

Contudo, a cor azul como um todo estimula a ideia de confiabilidade da marca, passando mensagens de lealdade, tranquilidade e estabilidade.

Rosa

A cor rosa transmite a sensação de inovação e tende a despertar o desejo e a atenção do público, para conhecer esta novidade.

Assim como o azul, o marketing pode trabalhar dois tons de rosa. O mais claro, que inspira a delicadeza, e o mais escuro, que traz um ar de modernidade.

psicologia das cores rosa

Preto

O preto está associado à elegância e força. A cor simboliza mistério e é a mais neutra de todas as cores da paleta. Isso facilita a combinação com as demais cores disponíveis.

No marketing e na psicologias das cores, o preto passa a mensagem de elegância e sofisticação, além de ser considerada uma cor impessoal, que pode ser associada à outras, para refletir diversas simbologias.

psicologia das cores preto

Branco

A psicologia das cores identificou o branco como a cor que transmite sentimentos de pureza, paz, cuidados, limpeza e nascimento. Talvez, sejam estes motivos que a tornam uma das cores mais usadas pelo marketing.

A escolha é notável no ambiente online, já que as páginas, seja de redes sociais, sites ou blogs, optam pelo fundo branco, porque o tom remete à neutralidade.

Considerando, ainda, as estratégias de marketing digital, a cor branca irá permitir o realce das outras cores, como os amarelos e vermelhos dos CTAs, permitindo que eles sejam notados e destacados.

psicologia das cores branco

Ouro 

O ouro está relacionado à opulência, a luz e a prosperidade. Essa cor é a cor que também representa riqueza, poder, persuasão, energia e inteligência.

No marketing digital, o ouro simboliza o sucesso e é constantemente ligado a artigos de alta categoria e luxo, ou itens que remetem às conquistas ou premiações das empresas.

Prata

Assim como o ouro, o prata transmite a sensação de riqueza e prestígio. É também relacionado com a energia feminina, ousadia e à modernidade.

Portanto, é uma excelente opção para campanhas de produtos hi-tech ou de produtos votados aos públicos femininos. O prata destaca e ilumina a energia das cores, por isso, funciona bem com os outros tons aplicados na campanha.

psicologia das cores ouro

Como incorporar a psicologia das cores na sua estratégia digital 

Para incorporar as teorias do marketing com a psicologia das cores, na estratégia digital, as empresas precisam utilizar do bom senso.

A teoria das cores pode ser utilizada para prever, por exemplo, como o anúncio será aceito pelo consumidor, ao utilizar análises comportamentais dos receptores deste anúncio.

O segredo está nos detalhes. As cores complementam sua mensagem, mas não precisam ser a única base da estratégia de marketing digital.

Por exemplo, apenas usar o prata no fundo de um website e o layout ouro, para passar a ideia de uma empresa high-tec e de produtos de alta qualidade, porém, sem atenção ao conteúdo do site, não irão fazer milagres na mente do consumidor.

Os detalhes é que tornam uma campanha bem sucedida. Por isso, é preciso que a aplicação das cores esteja coerente com a mensagem que está sendo passada, para influenciar positivamente o público.

É importante ressaltar aqui que nem todo mundo pensa igual. E por este motivo, o impacto das cores nas pessoas será individualizado.

No caso do marketing digital, é preciso testar para conseguir sucesso na campanha e uma boa taxa de conversão.

Por isso, pense na clareza no propósito da sua marca, o que ela pretende comunicar e quais são os seus produtos e consumidores em potencial. A partir disso, analise, na paleta de cores, quais serão as cores que ajudarão a transmitir a mensagem da sua marca.

Utilize estas respostas e percepções para equilibrar sua estratégia de marketing digital com a psicologia das cores. E lembre-se de que o marketing digital consiste em experimentar novas estratégias, por isso, use as cores como auxiliares neste processo.

Então, agora que você já entendeu tudo o que precisava sobre psicologia das cores, é hora de dar o próximo passo. Descubra aqui como cuidar do branding da sua marca e aproveito para aplicar tudo o que aprendeu aqui.