Loading Posts...

Um dos maiores desafios para quem possui uma loja virtual é divulgar corretamente o seu negócio. Mas e se a gente te contasse que é possível atrair tráfego orgânico e qualificado para a sua página? E sem gastar um centavo a mais? Como? Simples, com técnicas de SEO para ecommerce!

Talvez você já tenha ouvido falar de SEO, que é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca. Mas o que isso significa exatamente?

Trata-se de um conjunto de técnicas para otimizar sites, blogs e páginas da web e, assim, melhorar o seu posicionamento nas plataformas de busca, como o Google.

Funciona assim: quando o internauta busca por algum termo no Google, os algoritmos da plataforma varrem a internet em busca dos melhores resultados. As otimizações de SEO indicam para o buscador que a sua página oferece conteúdos relevantes para os usuários.

E quanto mais bem posicionada a sua loja virtual aparecer nas pesquisas dos internautas, maior será o número de acessos e vendas.

Quer saber mais sobre como implementar SEO para ecommerce? Então continue lendo este artigo.

SEO para ecommerce: por que se preocupar

O comércio eletrônico não para de crescer. Segundo dados do PayPal Brasil, o setor apresentou uma alta de 12,5% nas vendas no ano passado.

Com números tão expressivos, a concorrência também é acirrada. São mais de 675 mil lojas virtuais ativas no Brasil e a tendência é que esse número cresça ainda mais.

Com tantos outros ecommerce competindo pela atenção dos clientes, é fundamental estar bem posicionado nas pesquisas. Ainda mais se levarmos em conta que 90% das pessoas que fazem buscas na internet clicam apenas nos resultados da primeira página do mecanismo.

Confira abaixo os principais motivos para investir em SEO para ecommerce:

Tráfego orgânico e qualificado

Um dos objetivos de aplicar técnicas de SEO é conquistar os primeiros resultados nas buscas orgânicas do Google.

Apesar de não ser um processo instantâneo e exigir dedicação, com o tempo a sua loja virtual passará a atrair um número maior de visitas orgânicas. Ou seja, visitantes que encontram a sua marca espontaneamente, sem que você tenha investido a mais com publicidade.

Mas não é só isso. Você terá a garantia de que esse tráfego também é qualificado. Ou seja, composto por usuários que estão interessados nos produtos e soluções da sua loja. Afinal de contas, eles pesquisaram por uma das suas palavras-chave.

E mais visitas orgânicas e qualificadas significam um custo de aquisição de clientes menor, taxas de conversão maiores e aumento nas vendas.

Autoridade frente aos concorrentes

A maioria dos internautas considera que os sites que aparecem na primeira página, especialmente nas primeiras posições, são mais confiáveis e relevantes.

E se analisarmos como os mecanismos de busca avaliam e ordenam os resultados de pesquisa, faz todo o sentido. Os algoritmos valorizam conteúdos de qualidade e que entregam uma boa experiência ao usuário.

Ao realizar as otimizações corretas na sua loja virtual, você conquistará a confiança dos usuários, transformando a sua marca em autoridade de mercado e se destacando da concorrência.

Bê-a-bá básico de SEO para ecommerce

Agora você já entendeu como o SEO para ecommerce pode ajudar a sua loja virtual a atrair tráfego orgânico e figurar no topo das pesquisas. Chegou a hora de aprender como implementar essa estratégia. Vamos nessa?

Não dá para fugir do marketing de conteúdo

Quem disse que uma loja virtual não deve investir em estratégias de marketing de conteúdo? Pelo contrário. É ele o grande responsável por atrair, informarencantar e vender.

Não adianta ter uma página bonita e produtos com preços competitivos se o conteúdo não for relevante para o seu público. Com a concorrência cada vez maior no varejo eletrônico, é preciso oferecer algum diferencial para o público.

Uma página com informações completas, úteis e de qualidade ajuda a responder às dúvidas dos usuários, aumentando o seu tempo de permanência no site.

Com isso, a relação dos clientes com a marca fica mais próxima e aumentam as chances deles compartilharem a experiência com outras pessoas.

Assim, a sua loja recebe mais visitas, outros domínios começam a direcionar links para o seu, o engajamento dispara e crescem as chances de suas páginas liderarem o ranking do Google.

Palavras-chave

Uma estratégia de SEO para ecommerce deve começar com a definição das palavras-chave que serão utilizadas no site. São esses termos que permitem ao usuários encontrá-lo durante uma busca no Google.

Pesquise por termos relacionados ao seu negócio e que sejam relevantes, ou seja, mais buscados pelo seu público.

Termos mais gerais, como “roupa feminina”, geram mais tráfego, mas a conversão é menor, já que o usuário está no início da jornada de compra.

Palavras mais específicas, como “vestido de madrinha longo”, atraem menos visitas. Entretanto, os usuários estão mais perto da decisão, o que implica em conversão em vendas maior.

Contemple os dois tipos de palavras-chave para atrair tráfego em todas as etapas da jornada de compra.

Otimização dos títulos das páginas

O título de uma página é o primeiro contato do público com a sua loja e um dos principais critérios utilizados no ranqueamento do Google.

Sendo assim, é muito importante otimizar o texto que aparece na tag <title>. Existem algumas técnicas para isso, como:

  • inserir a palavra-chave mais à esquerda do título;
  • apresentar algum detalhe do produto;
  • não ultrapassar 63 caracteres, que é o limite de exibição do Google.

Heading tags, meta descrição e URLs

As heading tags identificam a hierarquia dos títulos e intertítulos, e se dividem em tags <h1> (título da página), <h2>, <h3> etc. Elas apontam para os motores de busca os principais assuntos da página. Destaque a palavra-chave e termos relacionados nessas tags para mostrar ao Google as informações mais relevantes.

A meta descrição, por sua vez, é aquele texto curto (máximo de 160 caracteres) que aparece embaixo do título das páginas nos resultados da busca. Essa descrição deve ser objetiva, convincente e conter a palavra-chave principal da página.

Não se esqueça de simplificar as URLs das páginas da sua loja virtual. Nada de um amontoado de códigos longo e confuso. Prefira uma estrutura simples e compreensível, que destaque o conteúdo da página.

Imagens leves com descrição alternativa

As imagens dos seus produtos também precisam ser otimizadas dentro de uma estratégia de SEO para ecommerce. Assim é possível alcançar boas colocações inclusive no Google Imagens.

Como os motores de busca não enxergam as imagens como nós, é necessário utilizar as tags <alt> e <src> para indicar do que se trata a imagem.

O primeiro código é um texto alternativo que é exibido quando a imagem não é carregada e deve conter a palavra-chave. A outra tag representa o nome original do arquivo.

Além disso, dê preferência por arquivos mais leves, mas sem perder resolução. Isso diminui o tempo de carregamento da página, um importante critério de ranqueamento.

Descrição de produtos

O conteúdo da sua página também merece atenção especial. Crie textos criativos e interessantes para descrever os produtos da sua loja, de modo a engajar o consumidor.

E não se esqueça de inserir a palavra-chave ao longo do texto, de maneira natural e integrada ao conteúdo. Assim você aumenta as chances do seu site aparecer nas buscas do Google.

Acesso mobile

Os dispositivos móveis já respondem por grande parte dos acessos à internet no país e também das compras online. De acordo com a PwC, 41% dos consumidores já compram pelo smartphone e 30% via tablet.

Por isso, não se esqueça de otimizar a sua página para acesso mobile. Assim, você garante que mais consumidores consigam acessar o seu conteúdo, aumentando o tráfego e as vendas do seu ecommerce.

Além disso, o algoritmo do Google valoriza os sites responsivos, que alcançam as primeiras colocações com mais facilidade.

Conteúdo em vídeo

Os vídeos estão dominando a internet e são o preferido de muitos internautas. Eles são mais fáceis de entender, cativantes, responsivos e estimulam o engajamento. Tudo o que o algoritmo do Google mais gosta!

Portanto, um dos segredos do SEO para ecommerce é investir na produção de vídeos, mostrando os seus produtos, como usar, possíveis aplicações etc.

E de preferência, hospede os seus vídeos em um canal no YouTube, que já é o segundo maior buscador da web. Assim você aumenta as chances de os seus conteúdos serem encontrados pelo público e figurar no topo das pesquisas.

Como você viu, existem diversas técnicas de SEO para ecommerce que você pode aplicar para gerar tráfego orgânico e qualificado para ao seu site. Mas todas elas se resumem a oferecer conteúdos de qualidade e a melhor experiência possível ao usuário.

Mas para alcançar as primeiras posições do Google com mais facilidade e atrair ainda mais visitantes, invista em vídeo para ecommerce. Clique aqui e aprenda como implementar essa estratégia.