VidMonsters
Por VidMonsters

O que é teste A/B e como usá-lo para converter mais nos vídeos

VidMonsters
Por VidMonsters

As estratégias de marketing não são imutáveis, pelo contrário, a possibilidade de mudar uma estratégia, mesmo quando ela estiver em andamento é um benefício para a marca. E o teste A/B é um recurso fundamental para ajudar nesse sentido.

O teste permite que a empresa compare as ações que estão em andamento para entender o que está dando certo e o que não está. Ou o que está respondendo melhor.

E com uma estratégia de vídeo não deve ser diferente. Confira como neste artigo!

O que são os testes A/B

Os testes A/B são modelos utilizados para comparar ações de marketing e entender qual delas está retornando com os melhores resultados. Esses tipos de testes são considerados como variáveis, pois utilizamos uma variável apenas para encontrar a melhor.

Um bom exemplo de teste A/B com apenas uma variável pode ser aplicado em landing pages. quando queremos entender qual Call to Action responde melhor. Para isso, criamos duas landing pages exatamente iguais, mas o botão de Call to Action de cada uma terá cor diferente.

Há também os testes multivariados, onde mais de uma variável é testada, porém, esse tipo de teste não se aplica a modelos de teste A/B.

O teste A/B pode ser feito em diferentes meios de divulgação: e-mail marketing, sites, landing pages, etc.

Com ele, você terá dados e não tomará decisões baseadas em achismos ou suposições, diminuindo os riscos de perder tempo e dinheiro no desenvolvimento da sua estratégia.

Por que devo fazer teste A/B?

Mesmo que a empresa conheça bem o seu público, os testes são importantes para entender quais elementos de uma comunicação estão sendo melhor recebidos pelos clientes e fazendo com que eles convertam.

A adição de elementos como vídeos e imagens, alterações de cores, o posicionamento de botões e formulários são percebidos de formas diferentes por cada cliente.

O teste A/B retorna com resultados precisos para a marca, diferentemente de uma pesquisa, onde o cliente pode optar por uma resposta que não condiz com a sua atitude. O cliente vai interagir quase que de forma inconsciente com aquilo que mais influencia ou agrada.

Após ter os resultados dos testes, a empresa pode utilizar o modelo que teve mais respostas positivas e aumentar suas conversões.

Como usar?

Como mencionamos anteriormente, os testes A/B são variáveis. Logo deve se testar um elemento por vez, caso contrário ficará mais difícil saber o que proporcionou as melhores conversões.

Os itens mais comuns de serem testados são:

Headline

Crie duas landing pages iguais com um título diferente para cada uma delas.

Call-to-Action

Use uma cor de botão de conversão para cada landing page. Antes de definir faça um estudo. É importante que a empresa crie a landing page com as cores da sua identidade visual. Afinal, o cliente deve identificar o ambiente da sua marca.

Vídeos

Adicionar um vídeo em seu e-mail pode aumentar as chances de click no link em até 96%.

O teste A/B, nesse caso, pode ser feito com uma comunicação com vídeo inserido e a outra apenas com imagem ou apenas com texto. Comece testando conteúdo com imagem x conteúdo com texto. Se o resultado for favorável para imagem, faça outro teste usando vídeo em um e imagem no outro.

Depois de confirmar a preferência do seu público por vídeo ou não, você também pode testar outros tipos, formatos e possibilidades de vídeos.

O autoplay, por exemplo, é uma técnica onde o vídeo começa a ser reproduzido automaticamente. Alguns especialistas não recomendam, pois, pode incomodar o cliente e fazer com que ele saia ou feche a página. Ainda assim, vale o teste, pode ser que a sua audiência converta melhor com essa forma.

A duração dos vídeos também tem causado muitas discussões. Alguns públicos preferem vídeos curtos, enquanto outros convertem melhor com vídeos mais longos. Crie versões reduzidas e estendidas para entender como o público interage.

Além disso, há diversos tipos de vídeos que podem ser testados para identificar as preferências da audiência. Conheça alguns exemplos de vídeos que cativaram o público aqui.

Descrições da oferta

As descrições podem divulgar tipos de ofertas diferentes. Por exemplo, o cliente receberá um desconto no serviço ou x dias para testar o serviço gratuitamente. Ou ainda, no e-mail marketing você sugere de o cliente baixar um passo a passo para criar algo sozinho ou um modelo pronto.

A variação entre uma oferta e outra não pode ser muito abrangente, pois pode resultar em testes inconclusivos. Trabalhe com variáveis de uma única opção.

Formulários

Formulários muito longos e com muitos campos para preencher podem desmotivar o interesse do público pela oferta. Verifique quais informações são realmente importantes para a sua estratégia e teste.

Ferramentas de teste A/B

Há diversos softwares e sistemas que vão te ajudar a criar o seu teste A/B. Conheça alguns a seguir:

Google Optimize

É um serviço gratuito do Google, indicado para empresas de pequeno a médio porte que estão começando a criar seus testes A/B.

O sistema permite a criação de variações de páginas da web para analisar o desempenho entre elas. Ainda, te informa qual está oferecendo melhores resultados.

De fácil utilização, pode ser implantado por meio do Gerenciador de Tags do Google.

Para empresas maiores ou que precisam criar testes mais complexos, o Google oferece a versão paga do serviço, o Google Optimize 360, que permite a criação de testes multivariáveis, além de outros serviços mais completos.

Optimizely

Essa ferramenta gratuita permite fazer teste A/B multivariável. Funciona por meio de um Java Script (o que exige o conhecimento da linguagem) implementado e tags que vão medir a conversão e a receita de cada página.

Com o Optimizely, a empresa pode testar as cores dos botões, tamanho de fontes, alterações de menus, hierarquias de conteúdo, promoções, call to action, opções de frete grátis, etc.

Unbounce

Essa ferramenta paga permite a criação de landing pages, pop up, banners fixos de cabeçalho e rodapé para as páginas da empresa. Tudo de forma totalmente intuitiva e sem precisar do conhecimento de um desenvolvedor.

O Unbounce conta com editor de landing pages, templates, recursos de conversão de leads, opção de gerenciamento de diversas contas. Além de integração com outras ferramentas e outros serviços.

Como mensurar?

Os resultados do seu teste A/B não aparecerão do dia para a noite. É preciso esperar, em alguns casos essa espera é de horas, em outros de dias.

No caso dos e-mails, o tempo de espera pode ser de 1 a 3 horas, isso vai depender do tamanho da sua base e da hora em que você enviou o e-mail. Nem todos vão abrir ou clicar no e-mail assim que receberem.

Já as landing pages e CTAs demoram mais para entregar resultados conclusivos, principalmente quando são páginas que recebem pouco tráfego.

Aguarde de 15 a 30 dias para garantir que as suas páginas receberam uma quantidade de visitas suficiente.

As métricas definidas para avaliar os resultados também são fundamentais. O ideal é trabalhar com uma métrica apenas. Caso você tenha definido testar o título do e-mail, por exemplo, aquele que teve maior taxa de abertura é o que resultou na melhor conversão. Da mesma forma para testes com títulos, CTA, vídeos, etc.

Por falar em vídeo, quer descobrir como essa ferramenta vai te ajudar a converter seus leads em vendas? Confira agora.