Loading Posts...

Febre nas redes sociais, a transmissão ao vivo vem ganhando destaque em estratégias de marketing digital. Agora você descobrirá o porquê!

O mercado digital está cada vez mais acirrado, com cada vez mais marcas competindo pela preferência e atenção dos consumidores. Por causa disso, quem consegue estabelecer uma relação mais íntima e próxima com eles sai na frente.

Nesse sentido, a produção de conteúdo de qualidade é um quesito obrigatório para empresas que querem ser bem-sucedidas nessa empreitada.

E entre os formatos que mais ajudam a fortalecer o relacionamento com o cliente estão os vídeos. Eles são fáceis de serem consumidos, responsivos e ajudam a humanizar ainda mais os conteúdos da marca.

Graças a esse poder, o vídeo se transformou em um dos protagonistas das estratégias de marketing de diversas empresas.

Mas a tecnologia evoluiu e hoje é possível produzir e assistir a conteúdos em tempo real e com apenas um clique. Pelo visto, a transmissão ao vivo veio para ficar!

Neste conteúdo, você aprenderá:

O que é a transmissão ao vivo

Transmissão ao vivo, ou live stream, é um serviço em que a emissão de sinais de áudio e vídeo é feita em tempo real, do apresentador ao usuário. Dessa maneira, não é necessário realizar o download do conteúdo que está sendo apresentado.

Esse serviço também é conhecido, em inglês, como live streaming e apresenta algumas diferenças em relação ao streaming.

Na tecnologia tradicional, os dados são carregados enquanto o usuário assiste ao conteúdo, como uma música ou um vídeo. Depois de baixar uma certa quantidade de informação, o arquivo começa a ser executado. Enquanto isso, as próximas partes do conteúdo são baixadas.

Já nas lives, isso não acontece. O conteúdo gravado pela câmera é transmitido em tempo real para os usuários, sem necessidade de fazer o download dos dados.

Esse tipo de conteúdo é bastante popular e é fácil encontrarmos alguém fazendo uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

Com o aumento do interesse por transmissões ao vivo, não demorou para que novos serviços de live stream surgissem. Facebook, Instagram, YouTube, Twitter e Periscope são apenas algumas das plataformas que incorporaram esse recurso.

E se antes essa ferramenta era cara e reservada apenas para as grandes empresas, agora o cenário mudou. Agora pequenas marcas e até mesmo empreendedores podem realizar uma transmissão ao vivo com facilidade.

Principais tipos de transmissão ao vivo

Para entender melhor como é o funcionamento desse serviço, é importante conhecer quais os tipos de transmissão ao vivo mais utilizados. Vamos nessa?

Webinar

Um webinar, ou web-based-seminar, é uma transmissão ao vivo mais voltada para o universo corporativo. Esse formato é utilizado na realização de conferências, cursos e seminários em tempo real.

Esse tipo de transmissão ao vivo é ótimo para que temas mais complexos sejam abordados com mais simplicidade e leveza do que em vídeos tradicionais.

A sua empresa pode produzir uma transmissão ao vivo apresentando para a base de clientes as funcionalidades avançadas de um software, por exemplo.

Dependendo da plataforma de transmissão, é possível compartilhar a imagem do computador e tornar o aprendizado ainda mais interativo e fácil.

Além disso, o webinar permite ao público se comunicar com o apresentador, através dos comentários. Dessa maneria, é possível responder dúvidas e receber feedbacks durante o próprio seminário, algo que antes só era possível em encontros presenciais.

O vídeo a seguir é uma gravação de um webinário produzido pelo Google sobre a sua ferramenta de métricas, o Analytics:

Transmissões de eventos

A transmissão ao vivo se tornou um verdadeiro divisor de águas no mundo corporativo. Graças a esse serviço, as empresas podem divulgar seus eventos para um público muito mais amplo sem gastar a mais por isso.

Isso acontece porque os eventos presenciais contam com uma grande limitação: nem todas as pessoas interessadas em participar podem se deslocar até o local.

Com o live stream, entretanto, isso não acontece. Internautas de qualquer ponto do planeta podem acompanhar de perto os anúncios e novidades de suas empresas favoritas. Basta ter um dispositivo conectado à internet.

E ao contrário do muitos podem pensar, esse tipo de transmissão ao vivo também ajuda a aumentar o número de visitar no evento. Uma cobertura bem planejada é capaz de atrair os espectadores, estimulando-os a irem até o local.

Diversas empresas adotaram esse modelo de live para aumentar o seu alcance, inclusive a Nasa. Desde abril de 2017 a agência espacial transmite ao vivo as operações de seus satélites e astronautas, diretamente do espaço!

Reuniões via web

A videoconferência é um tipo de transmissão em tempo real muito utilizada, estando presente na vida de milhões de profissionais e pessoas comuns.

Através de serviços como Google Hangouts e Skype, pessoas de qualquer lugar do mundo podem se comunicar com áudio e até vídeo. Só é preciso ter um dispositivo com acesso à internet.

Essa funcionalidade é bastante comum no meio corporativo, substituindo reuniões presenciais quando a distância geográfica é um empecilho.

Lives em geral

Como falamos no começo do texto, a tecnologia popularizou a produção de vídeo e as transmissões de vídeo estão disponíveis para grande parte dos internautas.

Pode ser uma blogueira que quer mostrar os produtos recebidos no mês. Ou um torneiro de eSports transmitindo as partidas para os inscritos no YouTube ou Twitch. Qualquer assunto pode virar tema para uma live.

As transmissões ao vivo ganham cada vez mais força no mercado e o objetivo é apenas um: atrair a cada vez mais a atenção da audiência.

Até mesmo a Academia de Ciência da Califórnia aposta em lives para que pessoas do mundo inteiro acompanhem de perto seus estudos.

Quais as vantagens da transmissão ao vivo

Você sabia que 81% dos internautas assistiram a vídeos ao vivo em 2016 que em 2015?

O mercado de live streaming não para de crescer. Praticamente todas as redes sociais já contam com recursos para transmissão ao vivo.

De olho nessa imensa popularidade, diversas marcas já utilizam as transmissões em tempo real para se aproximarem do público. E com ótimos resultados.

Quer conhecer os benefícios que esse tipo de conteúdo pode trazer para o seu negócio? Dê só uma olhada:

1. A mensagem chega mais longe

Realizar uma transmissão ao vivo aumenta o alcance da mensagem exponencialmente!

Como não é necessário estar presente no local onde o conteúdo é ministrado, o número de pessoas que pode ter acesso a ele é quase ilimitado.

transmissão ao vivo
Além disso, o live stream permite ao público acessar o seu conteúdo sem sair de casa, no lugar onde quiserem. Basta ter um dispositivo conectado.

De repente, pessoas do outro lado do planeta poderão ter contato com os produtos e serviços do seu negócio. Não é incrível?

2. Estimula a interação

É muito comum pensar que a transmissão ao vivo é um conteúdo mais frio e distante, sem interação real.

Mas isso não é verdade!

Dependendo da plataforma de streaming, é possível interagir em tempo real com quem está assistindo ao vídeo.

A maioria das ferramentas contam com chat integrado. Através dele, os espectadores podem enviar comentários, fazer perguntas e dar o seu feedback, sobre o conteúdo. E o realizador da live pode acompanhar as interações instantaneamente.

transmissão ao vivo

Todas essas funcionalidades estimulam o engajamento da audiência. Como resultado, a sua marca conseguirá mais curtidas, comentários e compartilhamentos do que o normal.

3. É mais barato

Organizar eventos presenciais não é fácil e nem barato. É preciso alugar em espaço, contratar pessoal, verificar a viabilidade de agendas…

Esse é um investimento que nem todas as empresas, principalmente as de pequeno porte, podem fazer.

Ao realizar em uma transmissão ao vivo, todos esses gastos desaparecem e a economia é gigantesca.

Com uma câmera e uma conexão de internet, é possível iniciar um vídeo ao vivo de qualquer lugar, até mesmo dentro da empresa.

4. O retorno é maior

Na hora escolher qual estratégia de marketing mais adequada para a empresa, o ROI é um dos quesitos mais importantes.

E os vídeos saem na frente nesse aspecto.

Segundo um estudo da Wyzowl, o vídeo marketing apresenta um bom retorno sobre investimento para 83% dos negócios.

transmissão ao vivo

Como produzir uma transmissão ao vivo custa pouco, a sua empresa consegue alcançar ótimos resultados investindo menos do que em outros formatos.

5. Sua empresa em destaque

Como já explicamos, quase todas as redes sociais já contam com ferramentas de live stream. E para promover esse tipo de conteúdo, eles aparecem em destaque na página inicial dos usuários.

Ou seja, são grandes as chances da transmissão ao vivo da sua empresa ser um dos primeiros conteúdos que o público verá no feed.

E como é um formato popular, os usuários estarão mais dispostos a acessar a sua live. De acordo com a Tubular Insights, internautas gastam 8 vezes mais tempo assistindo a vídeos ao vivo que on demand.

6. Marca mais humanizada

O live streaming de vídeo é uma das melhores formas de criar uma conexão entre uma marca e seus consumidores.

Os recursos audiovisuais permitem contar histórias e estabelecer um tom de voz para a empresa com facilidade. Tudo isso ajuda a criar uma identidade para o seu negócio, uma “cara” mais humana.

transmissão ao vivo

E quando os consumidores conseguem se identificar e criar um vínculo com uma marca, ficam mais propensos a se transformarem em consumidores fiéis.

Quais as desvantagens da transmissão ao vivo

Um dos maiores receios das empresas em fazer um vídeo ao vivo é perder a credibilidade e expor a marca.

Esse sentimento é compreensível, já que as transmissões ao vivo não contam com o mesmo polimento final dos vídeos institucionais. E qualquer erro, por menor que seja, pode ser suficiente para prejudicar a imagem da companhia.

Mas a realidade é outra: quando uma marca se expõe durante uma live tende a ganhar mais credibilidade junto ao público.

Justamente por não contarem com tantos “truques” que os vídeos tradicionais, as transmissões ao vivo são percebidas como mais honestas pelo público.

Para os internautas, uma live só é feita por quem tem grande domínio sobre o que está falando e tem a segurança de que, caso ocorram imprevistos, será possível lidar com eles.

Exemplos inspiradores

Algumas marcas se destacam quando o assunto é falar ao vivo.

A Apple, por exemplo, resolveu investir no live streaming para anunciar os seus novos eletrônicos. Em 2017, a empresa usou a plataforma Twitch para transmitir em tempo real o lançamento do aguardado iPhone X.

Confira o vídeo da transmissão no YouTube:

Outro ótimo exemplo para entender a importância de dominar o conteúdo ao vivo é a live que o próprio Facebook fez para anunciar o sistema de transmissões em tempo real da rede social.

Foi uma transmissão muito importante para a marca, comprovando o funcionamento da nova ferramenta e respondendo inúmeras dúvidas dos usuários sobre a novidade.

Plataformas para transmissão ao vivo

Existem diversas plataformas que permitem aos usuários fazer uma transmissão ao vivo, desde redes sociais e plataformas especializadas.

A escolha da melhor ferramenta dependerá dos canais mais utilizados pelo público-alvo e dos objetivos da marca.

Vamos conhecer melhor algumas delas:

Facebook

O Facebook é a maior rede social do mundo, com 2 bilhões de usuários inscritos, e um dos grandes responsáveis pela popularização do live streaming.

Desde que a plataforma lançou o Facebook Live, em 2016, foram realizadas mais 3,5 bilhões de transmissões ao vivo.

O serviço está disponível para todos os usuários e também para perfis empresariais, através do site e dos aplicativos móveis.

Existem diversos benefícios em realizar uma transmissão ao vivo pelo Facebook, como:

  • A rede social notifica os seguidores e amigos de que a transmissão está acontecendo naquele momento;
  • É possível salvar a live e publicá-la na timeline depois de finalizada;
  • O site disponibiliza diversas métricas de desempenho da transmissão, como número de visualizações, tempo assistido, engajamento etc.

Como fazer uma transmissão ao vivo no Facebook

Fazer uma live na rede social é extremamente simples e pode ser feito através do site ou os aplicativos móveis.

Basta clicar em “No que você está pensando” no topo do feed de postagens. Em seguida, basta selecionar a opção “Vídeo ao vivo” para começar a transmitir.

transmissão ao vivo no youtube

Após o fim da transmissão, é possível compartilhar o vídeo na timeline para que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo.

Instagram

Transmitir ao vivo no Instagram se tornou possível depois que a rede social lançou o Instagram Stories, em 2017.

O novo recurso está disponível para todos os usuários, comuns ou corporativos, através do aplicativo para iOS, Android e Windows 10. É uma excelente opção para quem quer aumentar o alcance da marca.

Entre as maiores vantagens de fazer uma live no Instagram, estão:

  • Ferramentas de interação com os espectadores, como chat em tempo real e reações;
  • Permite convidar outro usuário para a transmissão ao vivo;
  • Vídeos ao vivo ganham destaque na rede social, aparecendo antes dos demais conteúdos;
  • Permite compartilhar a transmissão entre as Stories para que mais usuários acessem o conteúdo.

Como fazer uma transmissão ao vivo no Instagram

A ferramenta de lives do Instagram é bastante intuitiva. Para começar uma transmissão, basta acessar a câmera de Stories e selecionar a opção “Ao vivo”, no canto inferior da tela.

transmissão ao vivo

Depois de checar a conexão de internet, a live tem início e os usuários podem interagir em tempo real com o público.

Quando o vídeo é encerrado, é possível compartilhá-lo como uma história comum, disponível por 24 horas.

YouTube

Quando falamos em vídeos online, é impossível não citar o YouTube. A plataforma já é o segundo maior buscador da web, atrás apenas do Google.

Sempre na vanguarda da internet, o YouTube também disponibiliza um serviço de transmissão ao vivo em seu site e aplicativos móveis.

O serviço é um sucesso absoluto: os usuários passam 4x mais tempo assistindo a vídeos ao vivo no YouTube que conteúdos on demand.

A ferramenta de lives da plataforma é bastante completa, apresentando muitas vantagens em relação aos concorrentes, como:

  • Ferramentas mais completas e acesso a diversas configurações de qualidade, privacidade e interação;
  • É possível fazer transmissões de até 12 horas de duração;
  • Permite monetizar a live com a inclusão de Vídeo Ads;
  • Compatível com ferramentas como OBS (Open Broadcaster Software), dando maior flexibilidade e controle durante a transmissão.

Como fazer uma transmissão ao vivo no YouTube

O único pré-requisito para começar a transmitir ao vivo no YouTube é possuir uma conta e um canal na plataforma.

Nos aplicativos móveis, basta clicar no ícone de câmera localizada na parte superior da tela e, em seguida, em “Transmitir ao vivo”.

transmissão ao vivo

Para começar uma transmissão a partir do computador, é só acessar o “Estúdio de Criação” e clicar em “Transmissão ao vivo”.

transmissão ao vivo

Em todos os casos, o usuário terá acesso a uma série de opções para configurar sua live, como título, categoria e privacidade.

Depois de finalizada, o vídeo ficará disponível no canal para que mais pessoas acessem o conteúdo posteriormente.

Skype

O Skype e uma ferramenta bastante utilizada para videochamadas. Mas ao contrário do que muitos pensam, essa não é a única possibilidade de uso para o serviço.

O Skype for Business permite agendar, produzir e transmitir reuniões e eventos para até 10 mil participantes simultâneos.

transmissão ao vivo

Quando a transmissão ao vivo é finalizada, é possível fazer o download do arquivo e acessar um relatório com métricas e dados de desempenho.

VidMonsters

A plataforma VidMonsters possui diversas ferramentas para tirar o máximo de proveito do formato de live streaming.

Com ela, é possível programar uma transmissão e exibi-la simultaneamente no YouTube e no Facebook, com acesso a todas as funções de ambas as plataformas.

Além disso, os usuários têm acesso a recursos avançados de compartilhamento de tela, como:

  • Integração com softwares de automação de marketing;
  • Hospedagem de vídeos na própria plataforma, com toda a segurança;
  • Inserção de CTAs durante o vídeo;
  • Acesso a todos os dados de performance da transmissão.

Ferramenta adicional: OBS

O OBS Studio é um software com recursos avançados que podem ajudar em uma transmissão ao vivo.

Com ele, é possível capturar imagens de múltiplas câmeras, inclusive de celulares ou webcams. Além disso, o usuário consegue compartilhar a tela do computador com os espectadores da live.

Outros recursos do programa incluem a inserção de logotipos na imagem, criação de cenas, apresentação de slides e integração com as outras plataformas que citamos anteriormente.

Equipamentos necessários para uma live

Embora os avanços tecnológicos tenham simplificado a produção de vídeos, a escolha dos equipamentos certos ainda é importante para a qualidade do conteúdo.

A seguir, listamos os principais itens necessários para você produzir uma transmissão de vídeo de sucesso:

Câmera

Quando falamos em produção de vídeo, sem dúvidas o equipamento mais importante é a câmera. Mas com tantas opções no mercado, qual adquirir?

A escolha dependerá de diversos fatores, como estratégia e objetivos da live, orçamento disponível e até plataforma utilizada.

Caso não queira gastar muito, é possível utilizar uma webcam ou até mesmo um smartphone. Em ambos os casos, é importante que o equipamento seja capaz de gravar em alta resolução (no mínimo HD) para ter imagens de boa qualidade.

transmissão ao vivo

Agora, se o orçamento permitir e você quiser uma captura mais profissional, é possível investir em câmeras DSLR profissionais ou semiprofissionais.

Esses modelos apresentam maior definição de imagem e recursos avançados de captura e transmissão de vídeo.

Seus preços variam de R$ 1 mil, no caso das semiprofissionais, a mais de R$ 6 mil, no caso dos equipamentos profissionais.

Microfone

Quando falamos em produção de vídeos, muitas pessoas ignoram que a qualidade do áudio é fundamental para o sucesso do conteúdo.

Sons com ruídos e interferências podem fazer com que a sua mensagem não seja compreendida pelo público. Além de poder prejudicar a imagem da marca.

Dessa maneira, evite usar os microfones embutidos no computador, smartphone ou da própria câmera.

Existe uma infinidade de microfones no mercado, desde modelos mais básicos e baratos, até equipamentos de qualidade profissional.

Para quem está começando uma opção com ótimo custo-benefício é o modelo Sony Ecm-cs3. Esse microfone de lapela possui uma boa qualidade de som e de construção por um preço mais acessível.

Agora, caso o orçamento esteja curto, é possível utilizar o microfone do fone de ouvido – aquele que vem junto do celular – como um modelo de lapela.

Iluminação

A iluminação de vídeo é outro fator indispensável na hora de transmitir ao vivo. Uma imagem escura e cheia de ruídos atrapalham a experiência do espectador.

Para iluminar bem a sua live, existem uma série de opções, como Softboxes, rebatedores e difusores de luz, tripés, entre outros.

transmissão de vídeo

Mas se você não está preparado para gastar tanto com equipamentos de iluminação, existe uma alternativa boa e acessível: a China Ball. Custando por volta de R$ 20, ela é capaz de melhorar e muito a qualidade das suas filmagens.

Assim, vale muito a pena investir em equipamentos de iluminação de qualidade. O aspecto final das suas transmissões será mais profissional e a mensagem será facilmente compreendida pelo público.

Computador ou celular com conexão à internet

Além dos equipamentos de gravação e iluminação, uma transmissão ao vivo também exige que o vídeo seja preparado para ser exibido em tempo real.

Para isso, é preciso ter um computador ou até mesmo um celular conectado à internet.

Evite utilizar redes móveis, como 3G e 4G, que são mais instáveis e sujeitas a quedas e interferências. Conexões de banda larga são as mais indicadas.

Se possível, conecte o seu dispositivo diretamente ao modem por meio de um cabo ethernet. Caso não seja possível, verifique se o sinal de Wi-Fi é estável no local de gravação.

Cenário ou plano de fundo

Ficar atento ao local onde será realizada a transmissão ao vivo também é muito importante. É nele que o público passará alguns minutos ou horas junto com você.

cenário transmissão ao vivo

Escolha um lugar agradável, sem barulho e com uma boa iluminação. Afinal, as pessoas querem ver e ouvir o que você tem a dizer.

Na hora de montar o cenário das suas lives, evite planos de fundo chamativos, com muitas distrações. Qualquer interferência pode fazer com que o público fique disperso e perca a concentração.

Como fazer grandes transmissões ao vivo

Como vimos, uma transmissão ao vivo mais simples e descompromissadas podem ser feitas com equipamentos mais acessíveis.

Porém, quando o objetivo é produzir uma live mais robusta e profissional, como a cobertura de um evento ou lançamento de um produto, por exemplo, o ideal é apostar em uma estrutura mais técnica e completa.

Equipamentos de qualidade são a chave

Para elevar o nível da transmissão de vídeo, não tem jeito. É preciso usar câmeras profissionais para captar imagens de qualidade, utilizar microfones externos para deixar o som mais claro e preparar uma iluminação de estúdio.

Para transmitir as imagens e sons dos equipamentos, será necessário adquirir uma placa de captura. É essa placa que fará a conversão dos sinais de áudio e vídeo para o computador.

Além disso, uma internet de alta velocidade é fundamental. Recomenda-se uma conexão com pelo menos 3MB de uplink para transmissões em 480p e 5MB para transmissões em 720p.

Caso você queira transmitir com mais de uma câmera, uma mesa de corte (também conhecida como switcher ou mixer de vídeo) é um item obrigatório.

A ferramenta serve para selecionar a imagem de qual câmera será exibida naquele momento, facilitando a escolha dos takes.

Enquanto o vídeo é gerenciado pela mesa de corte, ele precisa passar pelo processo de encoding. Ele consiste em transformar o formato do sinal gerado em um que seja adequado para a transmissão online.

Por fim, não deixe de escolher o melhor destino para a sua transmissão ao vivo, seja ele uma plataforma própria, uma rede social ou site especializado.

10 dicas para uma transmissão ao vivo de sucesso

Como tantos equipamentos para adquirir e detalhes para prestar atenção, fazer uma live parece algo complicado e assustador.

Para ajudar você, separamos 10 dicas incríveis para que tudo corra bem durante a sua transmissão ao vivo:

1. Aposte na pré-divulgação

Assim como no caso dos eventos presenciais, o público precisa se programar para as transmissões ao vivo.

Assim, estabeleça uma agenda de divulgação da sua live, informando a audiência do dia, horário e assunto que será abordado.

Aqui vale utilizar todos os canais de comunicação disponíveis, como redes sociais, site e blog da empresa, email marketing e landing pages.

Publique as chamadas em momentos estratégicos, de acordo com os horários em que o seu público está mais ativo na internet. Dessa maneira você aumenta o alcance da mensagem.

Nessas chamadas, procure ser o mais claro possível sobre a sua transmissão, mas sem entregar todos os detalhes. Desse jeito você atiça a curiosidade dos usuários e atrai mais pessoas para o seu vídeo.

2. Não subestime a importante do roteiro

A organização de um live streaming é fundamental para não tornar o conteúdo cansativo e evitar erros durante a transmissão.

Apesar desse formato não precisar ser inteiramente roteirizado, o ideal é elaborar um breve roteiro com os assuntos que serão abordados. Isso ajuda a otimizar o tempo e deixar a transmissão mais dinâmica.

E antes da live entrar no ar, não se esqueça de repassar os conteúdos que serão abordados. Essa estratégia ajuda a dar mais firmeza e qualidade ao discurso, essenciais para um conteúdo atraente.

3. Organize tudo com antecedência

Uma das piores coisas que podem acontecer durante uma transmissão ao vivo é se deparar com equipamentos defeituosos ou cenários se desmontando.

Além de atrapalhar o andamento da filmagem, esse tipo de situação pode prejudicar a imagem da empresa junto ao público.

Para evitar que isso aconteça, reserve um tempo antes da sua live para conferir com cuidado tudo o que será utilizado na gravação.

organizar o local da transmissão ao vivo

Câmeras, microfones, equipamentos de iluminação, computadores e conexão de internet devem ser meticulosamente testados.

Não se esqueça de deixar o cenário, seja ele interno ou externo, limpo e organizado com antecedência. Tudo deve estar pronto para a hora do livestream.

Agir dessa maneira pode evitar possíveis atrasos e interrupções da sua transmissão ao vivo.

4. Tenha um formulário de inscrição

Ao contrário do que acontece em eventos físicos, as transmissões ao vivo oferecem um menor controle sobre o número de participantes.

Entretanto, com um formulário de inscrição é possível mensurar quantas pessoas estão interessadas em assistir ao seu conteúdo.

Ter uma noção aproximada do público pode ajudar na preparação da transmissão e na organização do tempo.

Portanto, construa um formulário simples e que exija poucos dados, como nome e email dos usuários.

O formulário pode ser disponibilizado em blogs, redes sociais, landing pages e até no site da empresa.

5. Faça um teste antes de iniciar o vídeo ao vivo

Antes de entrar ao vivo, é importante realizar alguns testes para saber se o público pode ouvi-lo, se a qualidade de imagem está boa e se a iluminação está corretamente configurada.

Detalhes como esses devem estar totalmente alinhados antes de começar a transmissão. Afinal, corrigir esses erros ao vivo está fora de cogitação.

Interromper uma livestream por causa de falhas técnicas transmite uma imagem de amadorismo e falta de autoridade. Evite isso a todo custo.

6. Cuidado com os direitos autoriais

Se você deseja que o seu vídeo ao vivo seja um verdadeiro sucesso, fique atento aos direitos autorais.

Uma live que não esteja de acordo com as regras da plataforma corre o risco de ser encerrada durante a transmissão.

Para evitar que isso aconteça, estude as diretrizes de direitos autorais das plataformas que for utilizar. Assim você não corre o risco de sair do ar bem no momento em que estiver fazendo a transmissão.

Dê preferência por imagens e trilhas sonoras de livre utilização para não acarretar problemas posteriores. Especialmente se resolver salvar o arquivo de vídeo para compartilhar em outras plataformas.

7. Interaja com o seu público

Uma das maiores vantagens de fazer uma transmissão ao vivo é poder contar com a participação do público em tempo real.

Praticamente todas plataformas de live streaming contam com ferramentas de chat para que os usuários interajam entre si e com os realizadores.

Não deixe de utilizar esse recurso durante a sua live: converse diretamente com a audiência e peça que enviem comentários e perguntas. Se possível, leia algumas das mensagens no ar.

audiência transmissão ao vivo

Dessa maneira, os espectadores ficarão muito mais interessados no seu conteúdo e com vontade de participar. E quanto maior o engajamento, maiores as chances de se tornarem seguidores fiéis da marca.

8. Invista em conteúdo relevante de verdade

Quando for escolher o tema da sua live, pense em longo prazo. Um planejamento de conteúdo bem-feito permitirá aproveitar o conteúdo da sua transmissão ao vivo em outras ações.

Você pode, por exemplo, utilizar conteúdos do vídeo, como infográficos e entrevistas, para elaborar posts para o blog da empresa.

Ou ainda aproveitar as dúvidas enviadas pelo público durante a live para criar uma sessão de “Perguntas e respostas” para o site.

As possibilidades são infinitas quando o conteúdo é relevante e bem planejado. Essa é uma ótima estratégia para aumentar a audiência das suas próximas transmissões ao vivo.

9. O título é a chave para o sucesso – ou fracasso

Todo mundo sabe como um bom título é importante para um texto. Em poucas palavras, ele é capaz de aumentar ou diminuir o interesse do leitor.

Com uma transmissão ao vivo não seria diferente. Entretanto, não é todo mundo que presta atenção a esse detalhe.

Na hora de elaborar o roteiro da sua live, pense em um título chamativo. Ele deve indicar o tema da transmissão com criatividade e clareza para a audiência.

Além disso, muitas redes sociais utilizam o título e a descrição na hora de indicar os vídeos para os usuários. Aproveite para incluir palavras-chave nesses campos e aumentar a audiência.

10. Não esqueça do bom e velho CTA

Uma transmissão ao vivo, além de aproximarem o público da sua marca, são ótimas oportunidades para usar os famosos CTAs (Call to Action).

Depois de finalizar a sua live, aproveite para convidar os espectadores a realizarem uma ação específica.

Pode ser baixar algum material complementar, realizar um teste gratuito de seu produto, obter um cupom de desconto… as opções são infinitas!

Só não se esqueça de agradecer a presença do público e convidá-los para os seus próximos eventos.

O que fazer quando a live acabar

Enquanto a sua live ainda está acontecendo, a audiência está ali porque se interessou pelo que você oferece.

A partir do momento em que a transmissão é encerrada, é seu dever alimentar essas pessoas com novos conteúdos. Caso contrário elas podem esquecer a sua marca.

Com o tempo e com mais transmissões realizadas, você será capaz de compreender melhor os formatos preferidos pela audiência, os tópicos com mais engajamento e quais momentos chamam mais atenção.

Portanto, não deixe de estar presente após os seus vídeos ao vivo. Entre as coisas que você pode fazer, estão:

  • Disponibilize o conteúdo. Mesmo com uma ótima divulgação, sempre existirá uma parte do público que não poderá acompanhar a transmissão. Ou alguma pessoa que quer rever algum trecho importante. Você pode enviar o arquivo da transmissão diretamente para esses usuários ou compartilhar o conteúdo nas redes sociais. Assim todos poderão acessar os seus conteúdos com mais facilidade.
  • Agradecimento. Essa é uma das práticas mais simples e efetivas que você pode fazer. Envie mensagens de email ou pelas redes sociais para agradecer a presença do público. Aproveite a oportunidade para pedir um feedback da sua última transmissão ao vivo. Você pode usar essas informações para aprimorar ainda mais as lives futuras.
  • Analise os resultados. Praticamente todas as plataformas disponibilizam relatórios em tempo real sobre a transmissão. Dados como número de comentários, visualizações, curtidas e compartilhamentos ajudam a saber se o seu conteúdo foi bem-aceito pelo público. A análise desses resultados ajudam a entender melhor o comportamento da audiência e a produzir vídeos ainda melhores.

Conclusão

A transmissão ao vivo está revolucionando a produção de conteúdo e criando novas formas de interação e aproximação com o público.

Se antes esse tipo de conteúdo estava reservado para grandes companhias, hoje em dia basta uma webcam ou celular para compartilhar vídeos em tempo real. Com um planejamento bem-feito e uma estrutura organizar, qualquer pessoa pode aproveitar os benefícios que esse formato tem a oferecer.

Portanto, não deixe de incluir a transmissão ao vivo em sua estratégia de produção de conteúdo. E se você quer saber ainda mais sobre os vídeos em tempo real, clique aqui e descubra como fazer uma live no Facebook.

Redação VidMonsters

Loucos por marketing e vídeos!