VidMonsters
Por VidMonsters

Vídeo infantil: Aprenda a criar conteúdos de qualidade para crianças

VidMonsters
Por VidMonsters

Uma geração que já nasce conectada, as crianças de hoje fazem parte das decisões de consumo e compra. O que comer, vestir e, é claro, assistir. O mercado de vídeo infantil está crescendo. Para quem deseja atender esse nicho promissor, é necessário caprichar — e muito — nos conteúdos para esse público exigente.

Talvez você esteja pensando em mega produções ou efeitos especiais, mas a qualidade muitas vezes pode estar em soluções criativas. Existem canais como o da Galinha Pintadinha, que conta com 10 milhões de inscritos. Somente o vídeo do Pintinho Amarelinho já teve 553 milhões de visualizações.

Se esse é o segmento que você atua ou pretende atuar, veja nossas dicas para desenvolver um vídeo infantil de qualidade. Aproveite e se inspire com 4 canais que fazem sucesso com as crianças. Boa leitura!

Como criar um vídeo infantil que engaje a audiência?

Quando uma estratégia de vídeo infantil como a da Galinha Pintadinha alcança muitas visualizações e a mente das crianças, pode parecer fácil.

Realmente é simples. Mas você precisa de planejamento, alinhar o projeto e entender o que cativa esse público. Veja a seguir alguns fatores que colaboram para um vídeo infantil de qualidade:

1. Pense na sua persona

A criação de uma persona é fundamental para o desenvolvimento de qualquer ação de Marketing Digital.

Os vídeos podem ser muito mais assertivos com essa técnica de segmentação, que vai além dos dados demográficos do público-alvo. Uma persona engloba essas informações e enriquece o perfil com dores, desejos e objeções.

Imagine que ao invés de fazer vídeos para meninos de 5 anos de idade, você desenvolva a seguinte persona:

“Pedrinho, 5 anos, gosta de aventuras, animais e dinossauros. Ele está na pré-escola e suas brincadeiras são influenciadas pelos desenhos que ele e seus amigos assistem. Uma preocupação do Pedrinho é não parecer um bebê, então ele evita filmes e animações para crianças menores.”

Percebeu como fica mais fácil entender o que o Pedrinho quer assistir do que meninos de 5 anos de idade?

No vídeo infantil, além do gênero e da faixa etária serem importantes, existem outros detalhes. Por exemplo, qual é o repertório da criança, preferências e crenças da família.

2. Faça conteúdos divertidos

O universo infantil é rico em fantasia e imaginação. Logo, para cativar esse perfil de espectador os vídeos precisam ser divertidos. As crianças gostam de roteiros engraçados. Claro que é preciso ter atenção à faixa etária e o senso de humor da persona.

Você pode aproveitar o meio para oferecer conteúdos educativos, desde que o enredo não perca a graça nem o dinamismo.

3. Crie vídeos curtos

Na era digital o tempo de concentração tem diminuído drasticamente. E para as crianças, que já são mais dinâmicas por natureza, ela é ainda menor.

Quer um exemplo? Selecione um desenho de 30 anos atrás, outro de 15 e alguma produção atual e assista. Consegue perceber a diferença das cenas, falas e cortes?

Nesse sentido, o vídeo infantil deve acompanhar o dinamismo da criança, que é mais ativa e tende ao movimento. Procure produzir vídeos mais curtos e que transmitam a mensagem rapidamente. Se você tem um assunto muito grande, quebre-o em vários tópicos, fazendo um vídeo infantil para cada tema.

4. Use e abuse do storytelling

O storytelling é a arte de contar histórias que envolvem, emocionam e encantam! Para o público infantil esse é um recurso fundamental. Afinal, as crianças já são mais dispostas a prestar atenção nas histórias como mecanismo de aprendizagem.

Se você acha que a técnica de storytelling só serve para roteiros de longas-metragens, precisa conhecer outros exemplos. Um deles é o de youtubers que usam games como Minecraft, para criar suas próprias histórias.

5. Invista em músicas

Desde cedo o ser humano é atraído pela música. Ela é capaz de despertar a criatividade, estimular a coordenação motora e proporcionar ritmo para a criança. No vídeo infantil, a música serve para atrair, ambientar e prender a atenção do espectador.

A música em vídeos deixa o conteúdo único, facilitando a identificação. Se você implementar essa técnica na produção para o público infantil, aumenta as chances de ter o vídeo lembrado. Dessa maneira, é possível que a criança peça para assistir o vídeo mais vezes.

4 inspirações de canais que produz vídeo infantil

Agora que você já conferiu as dicas para criar seu vídeo infantil, estimule sua imaginação com esses canais. Alguns pontos interessantes para observar:

  • duração dos vídeos;

  • tente descobrir para qual idade é a produção;

  • cheque o humor e como os diálogos e o enredo é construído;

  • frequência de publicação;

  • comentários dos vídeos;

  • tipos de CTA (chamada para ação).

a) Irmãos Neto

Os irmãos Felipe e Luccas Neto criaram o canal Irmãos Neto. Sucesso que contou com o recorde mundial na estreia. O canal reuniu 314 mil pessoas assistindo simultaneamente uma live e conquistou a marca de 1 milhão de fãs no primeiro dia.

Tanto brilho não era para menos, afinal essa foi a junção do trabalho que os dois youtubers já faziam. Enquanto o irmão mais velho, Felipe, fala para o público adolescente, Luccas trabalha com vídeo infantil.

Em um dos seus vídeos mais visualizados, o youtuber entra em uma banheira cheia de Nutella. Para desenvolver seu trabalho ele normalmente se inspira em filmes e programas, além de fazer unboxings de brinquedos.

b) Ryan ToysReview

Falando em unboxing, esse é o caso do Ryan, um menino de apenas 7 anos de idade. O canal do Ryan conta com mais de 13 milhões de inscritos e 21 bilhões de visualizações. Ele recebe e abre, na frente da câmera, um pacote com algum brinquedo.

A reação de surpresa é o ingrediente secreto do canal. Entretanto, as avaliações do garoto sobre o brinquedo, cada vez mais elaboradas, também enriquecem a experiência.

c) Galinha Pintadinha

O canal da Galinha Pintadinha na verdade só foi feito pois seus criadores não tinham condições de criar um DVD. Hoje os empreendedores do canal já descobriram que é possível ganhar muito mais dinheiro no YouTube.

Como nós já contamos na introdução, eles têm mais de 10 milhões de inscritos e quase 8 bilhões de visualizações.

A aposta em resgatar as músicas infantis da cultura popular brasileira deu muito certo. Além de conquistar as crianças, esse conteúdo alcançou os adultos que rememoram junto dos filhos as cantigas da infância.

d) Totoy Kids

Quando falamos sobre o uso do storytelling como recurso para envolver o público infantil, o Totoy Kids poderia ser a referência. O canal usa essa técnica para o desenvolvimento do seu conteúdo e é um grande sucesso!

O canal brasileiro usa brinquedos de personagens famosos. São contadas histórias bem parecidas com o jeito de uma criança brincando. Com muita originalidade e um áudio muito bem produzido, o canal é um dos mais famosos do Brasil. O Totoy Kids tem mais de 8 milhões de inscritos e 4 bilhões de views.

Viu como o vídeo infantil é uma excelente oportunidade? Entendendo bem quem é a sua persona e produzindo conteúdos engraçados e de curta duração, você realiza vídeos de qualidade. Gere conexão e engajamento do público com storytelling e invista em músicas, além de uma trilha sonora bem produzida.

Pelos canais que apresentamos aqui, você deve ter percebido que a originalidade é o que conta. O ar de vídeo caseiro é comum tanto para os iniciantes como após o crescimento dos canais. Para aproveitar o potencial desse público, teste diversas abordagens e mensure para descobrir qual tem a melhor performance.

Se você gostou deste texto e está com motivação para usar o vídeo infantil, confira 9 ferramentas para criar imagens e vídeos animados. Faça histórias impactantes e maravilhe a criançada!