Loading Posts...

A briga não está fácil! De olho na procura por vídeos online, que até 2020 será responsável por mais de 80% do tráfego da internet, Mark Zuckerberg impulsionou destaque a esse formato no Facebook e Instagram com os Stories. Porém, a maior rede social do mundo não quer perder espaço no mercado. Sua mais nova arma para manter o domínio é o YouTube Reels.

Se você ainda não ouviu falar dele, não se preocupe! Vamos explicar o que é o YouTube Reels, como ele funciona e de que forma usá-lo em seu video marketing. Vamos lá?

Entendendo melhor a briga…

Sempre vale a pena lembrar que a principal rede social do mundo não é o Facebook. A plataforma mais acessada no planeta é o YouTube, que tem mais de 1 bilhão de usuários. Isso significa que praticamente um terço dos internautas do mundo assistem seus vídeos.

Para se ter uma ideia do volume de conteúdo e pesquisa, todos eles juntos assistem a mais de um bilhão de horas em vídeos no YouTube todos os dias! Se qualquer pessoa fosse assistir sozinha às produções que os internautas consomem nesta plataforma em apenas 24 horas, precisaria de 2.739.726 anos para dar conta do recado.

De olho nesses números e vendo que a porcentagem do tráfego de internet dedicado aos vídeos online só cresce, Zuckerberg não podia desperdiçar essa chance.

Primeiro, permitiu o compartilhamento de vídeos no Facebook e passou a não incorporar vídeos do YouTube. Depois, foi a vez de inserir a função Stories nas duas redes.

As últimas jogadas do dono dessas grandes redes também são audaciosas. Ele criou sua própria plataforma de vídeos, o Facebook Watch. Recentemente, também disponibilizou o IGTV, uma nova opção que aparece no Instagram.

Mesmo assim, o YouTube continua soberano. Afinal, já faz tempo que ele permite o upload e divulgação de vídeos curtos e longos. No entanto, a plataforma percebeu que estava perdendo espaço para os Stories e lançou um produto para competir de igual para igual com o Facebook e Instagram.

Quer saber como esse novo recurso vai funcionar? Continue a leitura!

O que é o YouTube Reels e como ele vai funcionar?

Em primeiro lugar, é importante destacar que o YouTube Reels ainda não tem data de lançamento prevista. Por enquanto, a plataforma apenas afirmou que está desenvolvendo o produto por meio de seu blog.

O recurso vai permitir que criadores de conteúdo publiquem vídeos curtos, como aqueles que já podem ser inseridos hoje no Stories do Facebook ou do Instagram. Porém, diferente desses outros meios, a duração será de 30 segundos.

Diferenciais entre o YouTube Reels e o Instagram Stories

A primeira diferença está relacionada à exibição. Os desenvolvedores do YouTube entendem que nem todos os produtores de conteúdos querem que seus vídeos desapareçam em apenas 24 horas, e por isso, estão criando opções diferentes de expiração e até a possibilidade de mantê-los permanentemente.

Além disso, os vídeos do YouTube Reels serão acessados em uma aba específica do canal. Assim, eles não farão parte de um feed principal, como nos outros aplicativos. Então, só acessa essa área quem quer.

Outra opção diferente que o Reels trará é a possibilidade de interagir com outros conteúdos que já existem no YouTube. O plano é permitir que o usuário linke vídeos já existentes ao seu Stories e adicione stickers animados, músicas, filtros…

Já uma outra novidade, não tão popular, diz respeito a quem pode criar conteúdo para o YouTube Reels. Pelo menos agora, a intenção não é abrir essa opção para todos os usuários. Ela será disponibilizada apenas para canais que possuem pelo menos 10.000 inscritos.

Quais são os objetivos da plataforma com o YouTube Reels?

Quando se fala em qualquer canal digital, um dos primeiros objetivos é sempre o engajamento do público. Com o YouTube Reels, isso não é diferente. Os diretores da empresa acreditam que esse recurso aproximará criadores e usuários, uma vez que permite a criação e distribuição de conteúdo de forma muito rápida.

Assim, criadores e youtubers terão a oportunidade de compartilhar mais fatos do dia a dia. A expectativa é que, com isso, seus fãs tenham novas possibilidades de interação, fortalecendo o relacionamento.

Embora esteja sendo desenvolvido para não “atrapalhar” o feed dos usuários, o YouTube admite a possibilidade de mudar a exibição. Ela está planejada para uma aba separada, mas pode ganhar mais destaque se o engajamento com o novo formato for significativo.

Outra possibilidade é que os vídeos do Reels sejam exibidos nos intervalos entre um vídeo e outro do canal. Desta forma, eles mostrariam conteúdos como cenas de bastidores, momentos especiais ou outras opções para despertar a curiosidade do usuário para o próximo conteúdo.

Novidades na Comunidade do YouTube

Que a plataforma quer aumentar o engajamento entre o público e os criadores e, dessa forma, ampliar o tempo de permanência na rede, não é novidade.O YouTube Reels não é a única arma que eles estão utilizando para isso.

O YouTube tem também um recurso conhecido como Comunidade, ou Community. Mais uma vez, trata-se de uma opção para grandes criadores de conteúdo, que podem postar não só vídeos. Eles também têm a alternativa de incluir textos, imagens e enquetes em seus canais.

Portanto, o Community torna o YouTube mais parecido com… o Facebook! Porém, a plataforma está disponibilizando algumas novidades, com o objetivo de promover a interação. Confira!

1. Enquetes e pesquisas

O criador de conteúdo pode usar a página para perguntar o que seu público quer assistir. Desta forma, ele consegue dois resultados interessantes: o primeiro é fazer a audiência opinar e se sentir valorizada, já que sua participação define os “rumos” do canal.

O segundo resultado é que esse tipo de resposta é um feedback importante para o criador de conteúdo. Ele percebe em que investir seu tempo e esforços para ter uma boa aceitação junto ao público.

2. GIFs

Os GIFs fazem muito sucesso nas redes sociais. Eles expressam sentimentos coletivos de forma visual e bem-humorada, engajando o público. O criador de conteúdo pode também fazer uma espécie de prévia dos melhores momentos de seu próximo vídeo, transformando-as em GIF. Imagine o poder dessa propaganda!

3. Bastidores

Nem sempre sua audiência quer ver só os resultados. Muitos querem ver os bastidores, a realidade, as falhas. Esse formato faz muito sucesso há anos! Na Community, todas essas situações podem ser mostradas em fotos ou vídeos.

4. Construção de relacionamento

Por meio da Community, o criador do canal pode interagir com seu público e reconhecer a participação dos fãs mais assíduos. Ele pode falar diretamente com eles ou responder suas perguntas. Seus comentários podem ser respondidos com imagens, GIFs e um coração, mostrando seu reconhecimento.

5. Exibição ao alvo certo

Já faz algum tempo que as redes sociais usam seus interesses e interações para exibir conteúdo compatível com suas expectativas. O Community amplia essa possibilidade. Os seguidores mais engajados veem os posts no feed inicial, mesmo que não estejam inscritos.

6. Possibilidade de aperfeiçoamento

O YouTube quer que os criadores tenham sucesso em seus canais. Para isso, ele criou uma escola com o passo a passo de como fazer seu planejamento e produzir vídeos, aumentando suas chances de ter bons resultados.

Confira o vídeo que o próprio YouTube produziu falando sobre a Creator Academy e como ela pode ajudá-lo a descobrir as melhores formas de engajar sua audiência:

Entendeu o que é o YouTube Reels e como ele pretende aumentar o engajamento entre criadores e seu público-alvo?

Aproveite para ficar por dentro sobre das formas de monetização do YouTube.

Redação VidMonsters

Loucos por marketing e vídeos!